Alimentos Funcionais

1-2-3-4

Alimentos Funcionais

O índice cada vez maior de pessoas que estão com problemas de saúde como obesidade, hipertensão, diabetes e até mesmo câncer deixaram claro que é preciso prestar muita atenção à alimentação e procurar manter um estilo de vida mais saudável. O tipo de alimento mais procurado é aquele que, além das funções nutricionais básicas, oferece mais benefícios para o organismo: aquele conhecido como alimento funcional.

Entretanto, a rotina cada vez mais atribulada exige que passemos cada vez mais tempo fora de casa, o que impede que possamos planejar uma alimentação balanceada e até mesmo cozinhar.

A falta de tempo faz com que precisemos comer refeições cada vez mais rápidas e, muitas vezes, gordurosas e com preparo questionável, como os salgados de lanchonetes e fast foods.

Uma alternativa são os alimentos funcionais na forma de suplementos, também conhecidos como nutracêuticos. Eles oferecem benefícios extras e podem ser grandes aliados de uma nutrição saudável.

 

O que são Alimentos Funcionais?

Os alimentos funcionais são uma tendência e isso se reflete no número de pesquisas, estudos e análises que estão sendo feitas em todo o mundo. O conceito “funcional” surgiu nos anos 80 no Japão, um dos países que se destacam por conta da preocupação com a qualidade da alimentação.

Eles não curam doenças, no entanto, seu grande valor nutritivo reduz consideravelmente o risco de doenças crônicas e degenerativas, tais como como o câncer e diabetes. Já os suplementos funcionais suprem a carência de nutrientes quando não conseguimos ingerí-los na forma de alimentos.

Estes suplementos, portanto, são alimentos que possuem formato de medicamento e funcionam como se fossem um, mas, por outro lado, não são considerados nem alimentos, nem medicamentos.

Em sua composição, há uma grande variedade de ácidos graxos (tais como o ômega-3 e 6), óleos, fibras, vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas, proteínas, probióticos, carotenoides, que possuem os mesmos efeitos metabólicos e fisiológicos que alguém teria se tivesse uma rotina alimentar saudável e balanceada.

 

Como e por que Funcionam os Alimentos Funcionais?

A qualidade de vida de uma pessoa, assim como a sua saúde está diretamente relacionada com a rotina alimentar que ela adota ao longo da vida. No entanto, o estilo de vida atual nos obrigada a gastar cada vez mais tempo com o trabalho, estudo e trânsito. Consequentemente, temos menos tempo para elaborar um cardápio e bem-estruturado, e ainda menos tempo para preparar refeições com alimentos naturais.

Os nutracêuticos, portanto, são produtos naturais que possuem compostos bioativos que seriam encontrados nos alimentos funcionais. O objetivo das cápsulas é o mesmo que a alimentação: os nutrientes de sua composição proporcionam uma melhora da qualidade de vida, ao mesmo tempo em que diminuem o risco de doenças.

A produção dos suplementos funcionais é feita de forma natural e, sendo ingeridas para substituir algum alimento (no caso das carnes para os veganos e vegetarianos) ou tomadas em conjunto com a alimentação, na forma de um complemento, eles são reconhecidos com a mesma naturalidade pelo organismo, como se tivessem sido ingeridos na forma de alimentos.

Os nutracêuticos possuem compostos bioativos (CB) que, como o nome já diz, são substâncias ativas que otimizam determinado processo realizado pelo organismo, como por exemplo o metabólico.

Entretanto, não é só na redução de peso que este suplemento funciona: eles atuam na melhora da saúde, além de sua recuperação. Além disso, eles podem ser consumidos simplesmente como complemento alimentar, quando sabemos que não estamos consumindo a quantidade certa de alimentos.

Naturalmente, a maior vantagem de um suplemento funcional é que eles podem ser feitos “sob medida”, em outras palavras, diversos componentes biologicamente ativos podem fazer parte de uma mesma composição, para melhorar ainda mais os efeitos. Além disso, eles são isolados e/ou purificados e, por isso, os nutracêuticos estão livres de agrotóxicos.

Os suplementos funcionais são superiores aos suplementos alimentares convencionais, usados por atletas ou por quem está com deficiência de algum nutriente. É claro que eles oferecem estes benefícios, no entanto, a principal diferença é que eles são focados na melhora da saúde e na prevenção e tratamento de doenças.

Muitos pensam que os suplementos feitos de alimentos funcionais engordam, no entanto, apesar de terem algumas calorias, este valor não é o suficiente para provocar o aumento de peso.

Assim como os nutricosméticos, que, na verdade, fazem parte dos nutracêuticos, eles oferecem benefícios estéticos de dentro para fora. Ou seja, eles atuam bem na raiz da causa de problemas como queda de cabelo e unhas enfraquecidas. Nesse caso, é importante lembrar que eles não substituem o uso de cosméticos e de protetor solar, pois, combinados, terão um efeito externo e interno ao mesmo tempo.

 

Benefícios dos Alimentos Funcionais

A principal vantagem dos nutracêuticos que possuem alimentos funcionais em sua composição são facilmente reconhecidos e também absorvidos pelo organismo. Além disso, eles potencializam a alimentação de forma equilibrada, garantindo a quantidade de nutrientes essenciais que melhoram a saúde e a qualidade de vida.

No entanto, um suplemento funcional não é a mesma coisa que um alimento funcional, já que a diferença é que um nutracêutico possui fórmula concentrada, ou seja, extrai o que há de melhor em cada alimento para atingir o objetivo, seja ele emagrecer, prevenir problemas de saúde, fortalecer o sistema imunológico, etc.

Os suplementos funcionais mais queridos dos clientes são:

Goji Berry

Rica em antioxidantes, ela atua no combate aos radicais livres que causam o envelhecimento precoce dos tecidos e da pele. Além disso, a fruta também melhora o funcionamento do cérebro e dos sistemas sistema cardíaco e nervoso.

Sua suplementação ajuda a equilibrar os níveis de colesterol no sangue. A goji berry é uma fonte de vitamina C, proteínas e outros nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo. Por fim, ela se tornou uma grande aliada de quem deseja reduzir gorduras e ter um corpo em forma e saudável.

Maca Peruana

O tubérculo conhecido como “viagra dos incas” vem se destacado entre os alimentos funcionais já que é uma fonte de aminoácidos que dá mais disposição, melhora os resultados da atividade física e tem vários outros benefícios como aumentar a libido até mesmo a fertilidade. Nos homens, ela atua na próstata, evitando o surgimento do câncer.

Hibisco

Por conta de sua propriedade termogênica e diurética, o hibisco vem sendo muito usado por quem quer perder peso de maneira acelerada e saudável. Outra propriedade muito importante e muito procurada por todos é sua função antioxidante, que combate os radicais livres. Na forma de chá, ele é combinado com o chá verde, outro ingrediente famoso pelas suas propriedades diuréticas.

Azeite de oliva

O azeite de oliva é um alimento muito conhecido dos brasileiros e também faz parte da famosa Dieta Mediterrânea. Entre seus benefícios, estão:

- melhora da saúde cardiovascular;
- controle dos níveis de colesterol no sangue;
- melhora da absorção das vitaminas A, D, E, K (lipossolúveis);
- possui oxidantes que previnem o aparecimento de doenças degenerativas e do câncer,
- possui propriedades anti-inflamatórias;
- o azeite de oliva é uma fonte de gorduras boas, conhecidas como mono e polinsaturadas.

Óleo de Argan

O Óleo de Argan já é muito conhecido por seus benefícios para os cabelos. No entanto, o seu uso como um nutricêutico é recente. Confira os seus benefícios:

- É um dos melhores antioxidantes, combatendo os radicais livres e prevenindo o envelhecimento precoce da pele;
- Hidrata, fortalece e reconstrói o cabelo, além de potencializar o seu crescimento;
- Hidratação e protege a pele;
- Hidrata as unhas, evitando que elas fiquem fracas e quebradiças;
- Acelera o metabolismo;
- Proporciona sensação de saciedade, contribuindo para a redução do apetite;
- Aumenta os gastos de calorias e a queima de gordura.

Moringa Oleifera

A moringa é um superalimento que vem sendo bastante estudado e consumido atualmente por conta dos diversos benefícios que ela oferece, tais como:

- É um alimento muito nutritivo;
- Possui ação anti-inflamatória:
- Melhora o processo de digestão;
- Fortalece o sistema imunológico;
- Reduz o nível de açúcar no sangue;
- Destrói os radicais livres, combatendo o envelhecimento precoce;
- Dá mais energia e disposição para realizar as tarefas do dia-a-dia;
- Otimiza a circulação sanguínea;
- Diminui as dores pelo corpo. É muito usada por quem sofre de doenças como fibromialgia, artrite e artrose;
- Melhora a saúde do cérebro;

Canela de Velho

A Miconia Albicans, mais conhecida como Canela de Velho é uma planta originária do Nordeste. Estudos recentes descobriram que esta planta é rica em flavonóide, um antioxidante muito famoso por ser capaz de reduzir os radicais livres. A canela de velho é um excelente analgésico e, por conta disso, vem sendo muito usado no tratamento de dores, tais como:

- Artrite;
- Artrose;
- Bursite;
- Dores na coluna;
- Inflamações;
- Hérnias;
- Tendinite;
- Torcicolo

Sua suplementação ainda possui função anti-inflamatória, tônica hepatoprotetora (que protege o fígado), antimicrobiana e digestiva.

 

Como Consumir os Alimentos Funcionais?

Nenhuma suplementação baseada em alimentos funcionais deve substituir uma refeição, assim como não devemos nos descuidar de nossa alimentação ao ingerir suplementos, já que refeições mal balanceadas, uma dieta rica em fast food e o preparo errado dos alimentos acabam prejudicando o efeito dos nutracêuticos.

O consumo de suplementos funcionais deve ser feito em um plano individual, elaborado por um profissional em nutrição. Ele levará em conta a diversidade de alimentos do lugar onde você reside, suas preferências, se tem algumas intolerâncias ou aversão a algum alimento, etc.

Outro fator que pode influenciar na dosagem e na escolha dos suplementos é a sua rotina e, é claro, a sua idade. Se engana quem acredita que jovens não precisam de suplementação, já que a absorção dos nutrientes pode ter relação com as características de um organismo.

Entretanto, com o passar do tempo, o organismo diminui consideravelmente a produção de algumas substâncias. Em alguns casos, ele até deixa de produzi-las por completo. Por isso, a suplementação funcional garante que o organismo não sofra por conta da carência destes nutrientes.

A suplementação com alimentos funcionais vem sendo usada há muito tempo entre aqueles que praticam exercícios físicos, tais como musculação e esportes. Eles melhoram os resultados, além de oferecer maior energia para aguentar a rotina pesada de exercícios.

No entanto, é importante que os atletas sigam o plano passado pelo nutricionista e pelo profissional de educação física, especialmente para aliar o consumo dos nutracêuticos com alimentos de pré e pós-treino.

Lembrando que nenhum suplemento deve substituir qualquer refeição nem dispensam a necessidade de uma rotina de exercícios físicos de, no mínimo, três vezes na semana.

Para garantir os resultados, é importante seguir as instruções do rótulo, consumindo o produto na quantidade e na hora que o fabricante determinar. Tome cuidado ao ingerir vários suplementos de uma vez só, pois há casos em que um prejudica a absorção do outro.

As contraindicações dos nutracêuticos são praticamente inexistentes: gestantes e lactantes devem ingerir os suplementos apenas com a autorização de seu médico. Além disso, alérgicos a algum ingrediente presente na fórmula devem procurar algum suplemento que ofereçam os mesmos benefícios.

Naturalmente, é necessário frisar que o excesso de suplementos não acelera os benefícios, muito menos faz com que sejam maiores. Pelo contrário, eles podem causar doenças que podem chegar ao nível grave e crônico, caso a suplementação em excesso tenha sido feita durante muito tempo. Dentre os sintomas, destacam-se os enjoos, dores de cabeça, vômitos, fraqueza, maior sensibilidade ao sol, etc.

Em uma rotina cada vez mais atribulada, com muitas obrigações diferentes, é natural que não tenhamos tempo o suficiente para cuidar de nossa alimentação. Os nutracêuticos, portanto, são excelentes alternativas para suprir a carência de nutrientes consumidos por meio dos alimentos funcionais, além de repor as substâncias que o corpo deixa de produzir ao longo dos anos.