Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 4 Produtos em 1 páginas
Mostrando 4 Produtos em 1 páginas

L-Carnitina - Saiba tudo sobre!

A L-Carnitina foi descoberta na Rússia em 1905 e desde então os cientistas associam a presença dela a diversos benefícios no organismo humano, que vão desde o aumento na resistência muscular até prevenção de diabetes.

Se você sempre quis aumentar sua resistência muscular e a eficiência dos exercícios que pratica, talvez a l-carnitina seja uma resposta aos seus anseios! Neste texto, você vai encontrar as respostas sobre o que é, sua importância, benefícios, como tomar e muito mais.

 

L-Carnitina: o que é?

A L-Carnitina é uma amina quaternária, um composto orgânico, também chamada de ácido 3-hidroxi-4-N-trimetil butírico. As aminas são moléculas indispensáveis na síntese de compostos orgânicos que formam o corpo humano.

A amina pode ser sintetizada naturalmente, adquirida a partir de alimentação ou suplementação. Ela proporciona inúmeros benefícios e vantagens, que vai desde uma maior resistência durante os exercícios até ganho de massa muscular.

O composto pode ser produzido organicamente, ou seja, sintetizada pelo organismo, ou pode ser adquirido a partir da alimentação/suplementação, que pode ser diferente de caso a caso.

Nos mamíferos, o que inclui os seres humanos, a L-Carnitina é produzida em três lugares:

- No fígado;
- No cérebro;
- Nos rins.

Durante o processo de síntese, os substratos que são usados por ela são os aminoácidos lisina e metionina.

Além de ser produzida naturalmente pelo organismo, a substância pode ser obtida a partir de alimentos de origem animal (maior quantidade de L-Carnitina) e vegetal. Além delas, há a possibilidade de se ingerir através da suplementação, quando se busca atingir algum objetivo específico.

No organismo humano, a amina referida pode ser encontrada como L-Carnitina. Esse é o composto ativo biologicamente, ou seja, é forma de L-Carnitina que está ligado aos benefícios que serão retratados.

Ela é considerada um nutriente não-vitamínico. Diariamente, a quantidade dela presente no corpo humano é de 20 g e é distribuído desigualmente. A maior parte dessa substância se encontra nos músculos esqueléticos e cardíacos.


Alimentos ricos em l-carnitina

Acredita-se que o organismo humano sintetiza apenas 25% do total de L-Carnitina necessária para o funcionamento do corpo, e o restante é adquirido a partir da alimentação ou suplementação.

A amina pode ser encontrada em alimentos de origem animal e vegetal, porém, os alimentos de origem animal tendem a apresentar esse composto em maiores quantidades.

A quantidade de L-Carnitina presente em vegetais pode ser apenas 5% da quantidade presente em carnes e alimentos de origem animal. A seguir será listado alguns alimentos que são ricos dessa substância:

- Carne vermelha;
- Carne de porco;
- Peito de frango;
- Leite;
- Pão integral;
- Ovos.

A quantidade a ser consumida diariamente para o funcionamento adequado do corpo é de 2 g ou menos, a depender das especificidades de cada pessoa. Esse total é tanto produzido organicamente pelo corpo humano como também ingerido.

 

l-carnitina: para que serve?

A sua principal função é transportar ácidos graxos ou lipídios, que ao juntar-se ao glicerol formam a gordura. Através desse transporte ela facilita que esses ácidos graxos sejam processados e assim gerem energia, ao invés de ser armazenados na forma de gordura.

Substâncias desse tipo podem ser chamadas de metabólitos essenciais, pois proporcionam processos vitais para a manutenção do corpo humano.

A L-Carnitina também tem o potencial antioxidante, ou seja, de combate os radicais livres do organismo e também tem grande influência sobre a atividade de neurotransmissores, que promove maior funcionamento do cérebro.

De forma resumida, podemos listar as funções da L-Carnitina em:

- Transporta ácidos graxos;
- Atua no processo de produção de energia;
- Previne a intoxicação por amônia;
- Auxilia na produção de hormônios;
- Potencializa a antioxidação;
- Melhora o estado nutricional;
- Promove atividade de neurotransmissores.

Além disso, ainda assume um papel importante durante o Ciclo de Krebs, junto com a respiração celular é responsável pela principal via de produção de energia (composto biológico Adenosina Trifosfato - ATP).

Esse ciclo é responsável por oxidar as moléculas orgânicas consumidas e liberar energia para o funcionamento do corpo. Nesse processo, a ela é essencial no transporte de substâncias.

Algumas delas, como os ácidos graxos, não chegariam normalmente à mitocôndria para ser processadas e transformadas em energia. Então a L-Carnitina faz esse trabalho de transportá-las para o interior das células e assim possibilitar o anabolismo e liberação de energia.

Por fim, a amina está relacionada à presença de alguns hormônios como: insulina, hormônio do crescimento e glucagon. Outros estudos indicam que esta previne intoxicação por amônia.

No caso de pacientes diabéticos, ela na maioria das vezes é encontrada em baixíssima concentração. Somado ao fato da sua atuação ser de extrema importância no organismo, acredita-se que isso esteja diretamente ligado ao agravamento do problema.


Deficiência de l-carnitina

Como falado anteriormente, a L-Carnitina é sintetizada a partir dos aminoácidos lisina e metionina. Quando uma pessoa adota o estilo do vegetarianismo, sem consumo de proteína animal, os níveis de produção dessa amina podem ser reduzidos.

Além disso, o consumo de proteínas preparadas em altas temperaturas, como frituras e outros, podem fazer esses aminoácidos perderem a função. Por isso, é interessante buscar consumir proteínas de forma que o preparo não desnaturalize esses nutrientes.

A ausência dessa substância implica em alguns sintomas como fraqueza muscular, pouca resistência e dificuldade de concentração em atividades intelectuais, acúmulo de lipídios no corpo humano e dores de cabeça.

Algumas possíveis consequências da falta de L-Carnitina podem ser:

- Acúmulo excessivo de ácidos graxos livres nas células;
- Alterações metabólicas;
- Baixa resistência muscular;
- Dificuldades de processamento de nutrientes;
- Dificuldade de concentração.

A L-Carnitina também tem sido receitada muitas vezes para pacientes que precisam se submeter a sessões de hemodiálise.

 

l-carnitina: como tomar?

A hora ideal para se ingerir o suplemento é quando se está de estômago vazio, de jejum. Por isso, a maioria dos profissionais recomendam tomar durante a manhã, antes de tomar café.

A quantidade recomendada pode ser de 1 a 2 cápsulas por dia, a depender da demanda e do objetivo. É necessário procurar um profissional habilitado para orientação sobre como tomar e a quantidade.

Quando o objetivo é perder peso ou ganhar massa magra, é recomendado tomar o suplemento antes de iniciar refeições que incluam carboidratos, pois o processamento dela ocorre mais eficientemente.

Apesar de ser um produto de origem natural, não é aconselhado exceder a quantidade recomendada. Caso se exagere nas quantidades, é preciso se atentar às respostas do organismo para o ocorrido.

 

Composição da L-carnitina

As cápsulas do suplemento são gelatinosas. Uma porção de L-Carnitina conta com duas cápsulas, o total recomendado em 24 horas. Essas cápsulas contêm a quantidade de 1g de L-Carnitina e 5 mg de Vitamina B5.

Estão presentes em menores quantidades nas cápsulas derivadas dessa substância:

- Dióxido de silício;
- Fosfato tricálcio;
- Carbonato de cálcio;

Além disso, as cápsulas não possuem glúten e nem lactose, mas podem apresentar látex natural. Visto que a cápsula é gelatinosa, tem-se gelatina, água destilada e glicerina.

 

Efeitos colaterais do uso da l-carnitina

Ainda não há consenso na medicina sobre os efeitos colaterais desse nutriente, porém quando tomado em forma de suplementação pode trazer alguns sintomas indesejáveis em alguns casos.

A maioria dos sintomas são registrados em casos de pacientes que tomam a suplementação há muito tempo ou em excesso (em dosagens acima do recomendado), além dos que tomam de forma irregular (com pausas e retomadas).

Também em cenários de uso a longo prazo, os pacientes podem registrar diarreias e enjoos matinais, assim como um leve desconforto gástrico.

Os efeitos colaterais também podem ocorrer não em função de tomar o suplemento, mas em função da hora que se escolhe para ingerir. Alguns pacientes, principalmente os que apresentam gastrite, podem sentir dores no estômago ao tomar o suplemento em jejum.

 

l-carnitina: benefícios e vantagens

Essa substância é riquíssima em benefícios para o corpo humano. A oxigenação e aumento da massa muscular, aceleração do metabolismo e muito mais.

Porém, é sempre importante lembrar que suplementação por conta própria não é recomendada, e antes de se fazer a ingestão do produto, deve-se buscar orientação com um profissional habilitado.


Melhorias do desempenho em exercícios

A substância promove uma maior oxigenação muscular. Além disso, há uma aceleração no metabolismo, o que faz a produção de energia ser mais eficiente.

Além disso, a substância auxilia no funcionamento do pulmão, reduz o desconforto na respiração durante a prática de exercícios. Muitos pacientes que apresentam problemas pulmonares são frequentemente recomendados a tomar o suplemento a fim de melhorar o desempenho pulmonar nos exercícios.


Aumento da massa muscular

A L-Carnitina acelera o processo metabólico, contribui para a síntese de proteínas. As proteínas constituem boa parte do tecido muscular.


Efeito termogênico

O composto induz o corpo a aumentar a velocidade do metabolismo a partir do aumento da temperatura corporal. Assim, ela está relacionada ao processamento de moléculas no corpo.


Auxilia na queima de gordura

A L-Carnitina auxilia no transporte de ácidos graxos, além de ser responsável por auxiliar na queima da maior parte da gordura presente no corpo.


Controle dos níveis de colesterol

Esta amina tem controle sobre o colesterol a ponto de evitar descontroles repentinos. Além disso, ela auxilia no transporte de triglicerídeos, controla as lipoproteínas de baixa densidade no sangue.


Diminuição da sensação de fadiga

Até mesmo após os exercícios, onde em muitos casos pode se apresentar fadiga muscular, a L-Carnitina auxilia.

Ela tem potencial de prevenir estresse metabólico, que é causado pelo processamento acelerado e massa magra. Além de prevenir também alguns possíveis danos causados aos músculos após os exercícios.


Melhoria no estado nutricional dos pacientes

A L-Carnitina está diretamente relacionada com moléculas nutritivas, como vitaminas do complexo B.


Antienvelhecimento

Promove a eliminação dos radicais livres, evita a oxidação de células e retarda o envelhecimento.


Reduz o custo e melhora o tratamento da hemodiálise

É um composto recomendado para pacientes com doença renal crônica para diminuir o empobrecimento nutricional que alguns passam pela falta de função renal.

Como a L-Carnitina é em parte produzida pelos rins, pacientes que apresentam esse problema tendem a registrar baixas taxas dela no organismo. Assim, é recomendado que eles reponham para recuperar os benefícios metabólicos proporcionados pelo suplemento.


Manutenção da energia a médio prazo

A L-Carnitina diminui as taxas de processamento do glicogênio molecular nos músculos. Ou seja, no caso da pessoa demorar a realizar a próxima refeição, a amina faz com que o corpo gaste energia de forma mais lenta, e conserve mais.


Prevenção de doenças cardíacas

A substância desempenha um papel importante na produção de energia para o miocárdio, um dos principais componentes do coração ou, resumidamente, a parede do coração. Muitas pessoas que apresentam falência cardíaca também registram baixas taxas de L-Carnitina no organismo.

 

Onde comprar L-carnitina

A Nature Center sempre tem a disposição de todos um catálogo com muitos produtos naturais e suplementos nutritivos. A L-Carnitina pode ser adquirida a partir de compra online no site.

Além disso, o suplemento de L-Carnitina é 100% vegano e pode ser usado para substituir a quantidade dessa amina que seria adquirida (e necessária) a partir da ingestão de proteína de origem animal.

A Nature Center é um dos sites que se encontram com melhor preço desses suplementos, além de possuir uma taxa de frete bastante justa.

É sempre importante lembrar da necessidade de procurar e consultar um profissional de saúde habilitado para avaliar as taxas naturais dessa substância no corpo e se precisa aumentá-la a partir da suplementação.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog