Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 2 Produtos em 1 páginas
A Manteiga Ghee me More 200g é uma opção saudável e nutritiva de óleo para fritar, refogar, grelhar ou usar como creme para pães e torradas. Sua principal característica é ser uma manteiga sem lactose.
Ghee Me More
Product ID: 2411
Product SKU: 2411
Manteiga Ghee Me More - 200g
Para dietas com restrição de lactose ou óleos hipercalóricos, a Manteiga Ghee me More 465g é uma opção de manteiga clarificada que, ao passar por esse processo, perde os resíduos sólidos do leite.
Ghee Me More
Product ID: 2413
Product SKU: 2413
Manteiga Ghee Me More - 465g
Mostrando 2 Produtos em 1 páginas

Manteiga

Durante muito tempo, a manteiga foi vista como uma vilã da dieta. Entretanto, cada vez mais estudos têm apontado que talvez não seja bem assim. O organismo pode se beneficiar da ingestão de gordura, a questão está mais na qualidade dessa gordura. E no consumo moderado.

Contando com nutrientes que podem ser importantes, a manteiga é bastante calórica. Por isso, não pode funcionar como a base de uma alimentação.

Entretanto, não precisa também ser banida da dieta. Entenda melhor a seguir!

 

Qual é a Composição da Manteiga?

A manteiga é mais do que apenas gordura saturada. Sua composição conta com muitos nutrientes. A maioria das pessoas fica surpresa ao saber que um terço dessa gordura é monoinsaturada. Essa quantia é semelhante à quantidade encontrada em abacate, por exemplo. Além disso, há também minerais importantes para a saúde, como selênio e zinco, que atuam como antioxidantes. As vitaminas D e E estão presentes, embora não em grande quantidade. Outros componentes importantes são:

- Ácido linoleico conjugado: um ácido gordo, presente em carnes e laticínios. Contribui para estimular a massa magra do organismo e reduzir a absorção de gordura;

- Triglicerídios de cadeia média: presentes na manteiga e em outros laticínios, mas também no óleo de coco e azeite de dendê. É uma fonte de energia metabolizada mais rapidamente, o que diminui as chances de ser armazenado pelo organismo;

- Vitamina K2: importante nutriente para os ossos, sendo indicado para prevenção de osteoporose. Pode ser encontrado também em alimentos fermentados;

- Colina: é uma das vitaminas do chamado Complexo B. Está diretamente relacionada às funções cerebrais, podendo ajudar a memória e o sistema cognitivo. Pode ser encontrada também em alimentos como ovos, peixe e vegetais.

- Butirato: um ácido graxo de cadeia curta que possui efeito anti-inflamatório. Tem sido apontado como um aliado da prevenção do câncer de cólon.

Como dá pra notar, os nutrientes da manteiga podem ser encontrados em outros alimentos. Dessa forma, não se trata de algo indispensável na dieta, porém, não é uma composição que justifique a fama de vilão.

 

Manteiga é mais Saudável que Margarina?

O brasileiro é mais acostumado a comer margarina do que manteiga. Para a maioria, é como se fosse a mesma coisa, mas não é.

A principal diferença está na origem de ambas. A manteiga é de origem animal, sendo preparada a partir da nata do leite. Batida até virar um creme de leite com soro e glóbulos de gordura, essa nata é separada entre uma parte mais líquida e outra gordurosa. Essa segunda é a manteiga, cuja composição mencionamos acima.

Enquanto isso, a margarina é preparada com a hidrogenação de óleos vegetais, tendo origem vegetal. Durante o preparo, parte da gordura insaturada se transforma em gordura trans. A Organização Mundial da Saúde preconiza que não se deve consumir mais do que 2% de gordura trans ao longo do dia. Por isso, é preciso ficar atento ao pão com margarina.

Essa presença de gordura trans é o que torna a margarina menos saudável.

 

O que é Manteiga Ghee?

Nos últimos anos, com a libertação da manteiga da lista de proibições na dieta, surgiu também a manteiga ghee. Você já ouviu falar? Parecida com a manteiga de garrafa comum no Brasil, essa manteiga tem origem indiana. É produzida geralmente com leite de vaca ou de búfala. Nessa versão, o que se obtêm é uma espécie de manteiga mais pura. Por meio de um processo específico, a manteiga ghee separa os resíduos lácteos e proteicos, retirando toda a umidade. Na prática, isso resulta em um produto mais saudável e com um sabor mais leve. Dentre seus benefícios, estão:

- ausência de sódio;
- tem menos ou nada de lactose;
- presença de vitamina A;
- digestão mais leve;
- ação antioxidante;
- sabor e aroma diferenciados.

Considerada uma opção mais saudável, tem se tornado cada vez mais uma substituta no preparo de alimentos. Chamada também de manteiga clarificada, pode ser utilizada em cozimentos de alta temperatura sem comprometer seus nutrientes.

Na medicina ayurvédica, a manteiga ghee é apontada como meio para rejuvenescer e tonificar a pele, além de oferecer propriedades antivirais, aumentando a imunidade. Acredita- se também que tenha uma ação anti-inflamatória, contribuindo para melhorar o aspecto de celulites, por exemplo.

 

Afinal, Consumir Manteiga ou não?

Uma coisa que vem sendo discutida por nutricionistas e nutrólogos é a importância de saber como consumir um alimento de forma saudável. Não é importante proibir alguém de comer qualquer coisa, mas sim compreender o lugar desse alimento à mesa. E a manteiga é um ótimo exemplo disso.

Imagino que você só pode comer os alimentos que eram considerados saudáveis até a década de 80. Os ovos estariam banidos da sua vida. E logo depois, uma pesquisa apontou que talvez você devesse ter uma dieta apenas à base de ovos. É tudo uma questão de interpretação e de saber como incluir determinados alimentos na rotina.

No caso da manteiga, não há qualquer restrição recente comprovada. A questão é que por ser calórica, não pode ser consumida sem equilíbrio. Dá pra manter o pão com manteiga pela manhã sem risco de engordar, mas talvez não seja a opção ideal em uma dieta super restrita.

Já a substituição de outras gorduras pela manteiga é uma opção bastante relevante. Especialmente a manteiga ghee tem sido apontada como uma forma de acrescentar sabor aos pratos e utilizar uma gordura de boa qualidade. Assim como o óleo de coco, os nutrientes naturais são melhores do que em um óleo de soja ou de milho, tão comum na cozinha.

Uma fritura em imersão nunca será adequada para a dieta, entretanto, um preparo ao forno pincelado com manteiga, pode ganhar em sabor. Percebe a diferença?

Por isso, a resposta é que a manteiga pode ser consumida, desde que de maneira inteligente e com moderação. Para versões mais saudáveis como a ghee, as pesquisas são mais favoráveis e indicam que a popularização tem sentido. Assim, o essencial é saber quando incluir nas receitas e como aproveitar melhor seus nutrientes. A saúde e o paladar só terão a ganhar.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog