Ir direto para o Conte�do
Mensagens em destaque
  • Envio Imediato / Farmacêutica Dedicada
  • Todo Site em até 3x Sem Juros
  • Pague via PIX e Ganhe 5% OFF
Regras de entrega e canais de atendimento
Ir direto para o Conte�do
Mensagens em destaque
  • Envio Imediato / Farmacêutica Dedicada
  • Todo Site em até 3x Sem Juros
  • Pague via PIX e Ganhe 5% OFF
Regras de entrega e canais de atendimento

Probióticos / Prebióticos

Veja mais

Mostrando 2 Produtos em 1 páginas
Mostrando 2 Produtos em 1 páginas
descricao completa

Probióticos / Prebióticos - Saiba tudo sobre

Você sabe o que são os probióticos e qual os seus principais benefícios? É impossível o corpo humano sobreviver sem a ajuda de alguns seres vivos presentes no organismo. As bactérias são alguns desses seres, isso porque o metabolismo de vários animais depende da ajuda desses seres minúsculos.

São várias as funcionalidades desses produtos para o organismo. Neste artigo será apresentado, de acordo com as melhores pesquisas, o que são e a importância dos probióticos, bem como onde encontramos tais compostos e como utilizá-los.

 

O que são probióticos

O intestino de vários animais apresenta pequenos seres vivos que atuam de diversas formas benéficas no organismo. Esses seres fornecem aos animais vantagens benéficas e em troca recebem um lar e comida.

Assim acontece também com o ser humano. Muitas bactérias são boas para o intestino e devemos sempre mantê-las bem desenvolvidas e em equilíbrio, por isso existem alimentos que ajudam nesse processo.

Com esse intuito, os probióticos são alimentos ou suplementos produzidos que encontramos os microrganismos benéficos ao nosso intestino. São muito importantes para a manutenção dessa flora intestinal, uma vez que aumenta o número de bactérias boas.


As bactérias fundamentais presentes nos probióticos

São encontrados no intestino inúmeras espécies de bactérias que fazem parte da flora intestinal. Nos alimentos feitos com base no equilíbrio dessa flora, encontramos as bactérias dos gêneros Lactobacillus e Bifidobacterium, principalmente.

Em quantidades menores os probióticos ainda apresentam bactérias Enterococcus faecium. Assim, elas se fixam na região do intestino, muitos pesquisadores dizem que o local que elas mais preferem é a região final do intestino delgado, o íleo e início do intestino grosso, o cólon. E assim, podem ficar em todo o intestino grosso.


Alimentos prebióticos X alimentos probióticos

Algumas vezes as pessoas podem confundir os alimentos prebióticos dos probióticos. Ambos têm basicamente a mesma função, que é auxiliar no equilíbrio da microbiota intestinal, porém sua composição é diferente.

Os alimentos prebióticos são aqueles que contém algumas substâncias que o intestino não consegue digerir, mas que as bactérias utilizam para crescer e realizar atividades benéficas. Esses prebióticos não apresentam os microrganismos, mas sim sua fonte de alimento.

Já os alimentos probióticos, como já falado, são quando alguns microrganismos intestinais estão presentes no alimento. E existem ainda os produtos alimentares chamados de simbiótico, que associa sempre um probiótico e prebiótico.

 

Probióticos: Para que serve

Quando o intestino está regulado, ele apresenta as bactérias que trazem inúmeros benefícios, desde a produção de vitaminas a proteção do organismo contra patógenos.

Segundo os estudos mais recentes na comunidade científica, várias reações químicas acontecem graças a presença das bactérias no intestino.

Veremos a seguir as descobertas fascinantes que nossa flora intestinal realiza para manter o corpo sempre em harmonia e como os alimentos probióticos ajudam nesse processo.


Ajuda a manter a imunidade

Uma das características mais estudadas dos probióticos é a sua ajuda na manutenção da imunidade.

Como esses alimentos apresentam quantidades consideradas de bactérias, ao chegar no organismo as células de defesa não identificam que aqueles microrganismos são bons.

Então, os macrófagos (células imunológicas) são produzidos para identificar aqueles microrganismos e ao ingerir esses alimentos, o sistema imune é ativado sempre.

Outra forma de proteger o corpo é que essas bactérias quando chegam no intestino combatem bactérias ruins que podem estar presentes por lá. Dessa forma, ficamos protegidos dos parasitas intestinais.

Muitas outras atuações da microbiota são estudadas. Há pesquisas desenvolvidas que mostram que células imunológicas que combatem os vírus vivem por mais tempo se o ser humano toma algum probiótico.


Previne e combate doenças intestinais

A microbiota intestinal é importante também quando se trata de prevenção de males intestinais. Como as bactérias mantêm o intestino com um melhor funcionamento ao tomar alimentos com microbiota, o indivíduo ganha uma proteção extra: a prevenção de doenças.

Os probióticos contribuem para a prevenção de doenças como:

- Inflamações intestinais;
- Colite;
- Síndrome do intestino irritável;
- Doença de Crohn;
- Diarreias, entre outras.

As pesquisas nessa funcionalidade dos probióticos estão cada vez mais avançadas.


Evita a prisão de ventre

As pesquisas mostram ainda que a microbiota presente no intestino tem a capacidade de estimular a produção de fezes e movimentos peristálticos. Não incomum, os tratamentos para a constipação são realizados pelos alimentos probióticos e prebióticos.

Isso acontece, pois, as bactérias Bifidobacterium animalis, por exemplo, é uma das responsáveis pelo trânsito intestinal. Sem falar que em um organismo com diarreia, essas bactérias irão contribuir para a melhora da doença.


Contribui para a absorção de nutrientes

Algumas vitaminas e minerais são melhores absorvidos na presença da microbiota intestinal. Dessa forma, como apresentam as pesquisas, as bactérias fazem a fermentação e esse processo aumenta a disponibilidade de vitaminas, como as do complexo B.

Ao realizar a fermentação, elas também liberam enzimas e isso contribui para uma melhor digestão de determinados alimentos. Os estudos descobriram que as proteínas e gorduras são mais digeridas se a microbiota contribui com sua fermentação.


Ajuda na produção de vitaminas que o corpo não consegue produzir

Já que as bactérias ajudam na absorção de nutrientes, há também um fator bastante importante de mencionar: a biodisponibilidade de nutrientes.

Ainda no assunto da fermentação, as bactérias produzem enzimas que liberam e produzem nutrientes importantes para o organismo: vitamina K, vitaminas do complexo B, cálcio, ferro e magnésio, por exemplo.


Atua na digestão da lactose

Por mais que o organismo possua naturalmente enzimas capazes de digerir a lactose, muitas vezes podem aparecer problemas. Pessoas com intolerância à lactose podem ter uma ajuda extra: essas bactérias contribuem para a quebra dessa molécula.


Contribui para a prevenção da obesidade e colesterol

As pesquisas mostram também que as bactérias lactobacillus e Bifidobacterium são capazes de diminuir o colesterol presente nos nutrientes. Isso fornece ao indivíduo a capacidade de não absorver grandes quantidades da gordura ruim, que pode causar problemas de saúde.

É necessário ainda que se entenda que essa propriedade está em estudo para confirmar como as bactérias atuam. Ao diminuir a quantidade de colesterol, a pessoa evita problemas maiores, como os que envolvem o sistema cardiovascular e obesidade.


Prevenção do câncer

Um efeito a mais desses microrganismos é na prevenção do câncer. Estudos mostram que se a microbiota está equilibrada, elas destroem as bactérias ruins, o que diminui o risco de tumores na região do intestino, principalmente.

Acredita-se que as bactérias que vivem do intestino neutralizam substâncias tóxicas e mutagênicas, o que contribui para a prevenção dos tumores.


Previne a depressão e ansiedade

Se o nosso intestino está bem, nossa mente também estará, isso ninguém duvida. Imagine passar o dia com aquela diarreia ou dores intestinais! O quanto de estresse que essas infecções podem causar são inúmeras!

Por isso, pessoas que tomam alimentos com esses microrganismos equilibram o intestino e geram bem-estar. Existem bactérias na flora intestinal capazes de produzir moléculas que ajudam na produção de serotonina, um neurotransmissor importante para o controle da ansiedade e depressão.


Outras funções em estudos

Há ainda os estudos científicos que buscam conhecer mais sobre essa flora intestinal e os benefícios dos probióticos. Outras possíveis funções se tratam do maior controle de reações alérgicas, melhor saúde íntima da mulher e de seu sistema urinário e controle da pressão arterial.

Mesmo se comprovados, é importante deixar claro que alguns tratamentos a mais podem ser necessários. Não só alimentos probióticos, mas também é importante buscar a prevenção e ajuda médica em qualquer caso.

 

Como tomar

A forma de ingestão dos probióticos pode acontecer de duas formas: através de alimentos naturais ou da suplementação. Isso deve ser conversado e orientado pelo profissional de saúde, de acordo com cada caso.


Alimentos ricos em probióticos

Naturalmente, podemos encontrar alimentos que apresentem certos tipos de bactérias como os Lactobacillus. Os alimentos incluem:

- Iogurtes naturais;
- Kefir (produto fermentado);
- Leite fermentado;
- Chucrute;
- Picles;
- Kombucha;
- Levedura.

Além desses produtos, há também produtos fabricados no Oriente, formados a partir da soja. Lojas especializadas vendem tais produtos, como o Miso e Natto.


Suplementos probióticos

Além dos alimentos, há também uma boa fonte de probióticos cada vez mais presentes no mercado. Muitos profissionais de saúde indicam os suplementos, pois os produtos probióticos podem ser não digeridos pelo organismo de algumas pessoas.

Os suplementos podem ser em forma de cápsula, sachê ou em pó. Isso irá variar a forma de tomar. Em forma de cápsula pode ser ingerida até duas vezes ao dia, depende da orientação médica.

Já em forma de sachê, o recomendado é dissolver o produto em água, cerca de 100 ml, e tomar após o preparo. Há ainda suplementos probióticos especiais para crianças, que podem ser diluídos em água ou sucos. Outra forma é acrescentar durante a preparação de alimentos.

 

Probióticos: Bula e composição

Os suplementos probióticos apresentam principalmente o organismo, como bactérias do gênero Lactobacillus e Bifidobacterium. Outro composto encontrado nesses microrganismos é o levedo de cerveja. Muitos suplementos apresentam esse levedo como probiótico, como também várias vitaminas e minerais presentes nos organismos.

Proteínas, carboidratos e fibras também podem estar presentes nos probióticos, em menor quantidade. As bactérias mais utilizadas em cápsulas são: Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium lactis, Lactobacillus casei, entre outros. As cápsulas não apresentam glúten ou lactose, ou outros produtos significativos.

 

Probióticos: Efeitos colaterais

Os probióticos, mesmo que sejam saudáveis, podem trazer alguns efeitos colaterais quando usados nas primeiras vezes. Isso vai depender de cada organismo e esses efeitos colaterais podem desaparecer após alguns dias ou semanas.

Entre os efeitos colaterais estão: gases, inchaço e diarreia. Mais raramente podem aparecer problemas na pele e coceira. Sem falar que pessoas que têm intolerância à lactose devem ter cuidado ao escolher o probiótico, pois podem apresentar alguns compostos que trazem sintomas ruins.

Quando se trata da idade, também deve-se ter cautela. Alguns produtos não podem ser consumidos também por crianças, gestantes, idosos ou imunodeprimidos. Os sintomas podem ser mais fortes nesses casos.

 

Probióticos: Benefícios e vantagens

Os probióticos possuem variados benefícios e vantagens. Entre as principais vantagens podemos verificar um bom trânsito intestinal e que auxilia nos processos intestinais e prevenção de doenças.

As bactérias auxiliam na produção e absorção de nutrientes, como vitaminas e sais minerais. Ajuda num melhor funcionamento da imunidade, contribui para a destruição de parasitas intestinais e produção de macrófagos.

Ao se consumir alimentos que apresentam lactobacillus, outros benefícios notáveis são a diminuição da prisão de ventre, digestão de lactose e prevenção do câncer, principalmente na região do intestino.

As bactérias mantêm uma boa produção de enzimas e ajudam na eliminação de toxinas, que podem prevenir o câncer. Além disso, muitos compostos produzidos por elas contribuem para a produção de neurotransmissores, importantes para a prevenção de diabetes e ansiedade.

Outros estudos buscam saber como as bactérias intestinais auxiliam na manutenção do colesterol, controle de alergias e saúde urogenital da mulher. Muitos são os benefícios e a cada vez que se estuda a microbiota intestinal, mais se sabe das vantagens.

 

Onde comprar

Os suplementos que contêm probióticos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais. Confira sempre com o profissional de saúde antes da compra, só assim você terá mais capacidade de obter os diversos benefícios.

A Nature Center contém alguns probióticos com preços bons e com ótima qualidade. Entre os sachês, podemos encontrar no site da Nature Center o Simfort Vitafor. Esse produto contém ao menos cinco probióticos importantes para o intestino.

Há também na Nature Center as cápsulas da Vitafor, que conta com potentes microrganismos. Confira com o médico a probabilidade de ser tomar os suplementos e escolha a melhor forma para você!


 

Milhares de Clientes Aprovam a Nature Center!

Milhares de Clientes Aprovam a Nature Center