Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 22 Produtos em 1 páginas
Mostrando 22 Produtos em 1 páginas

TPM

A TPM faz parte das inúmeras transformações que o corpo de uma mulher passa ao de um único mês e ao longo da vida. Algumas dessas fases, apesar de fisiológicas, podem ser dolorosas e incômodas como a TPM.

A Tensão Pré-Menstrual é o terror de muitas mulheres. Algumas passam por essa fase, mas nem sentem e outras relatam desconfortos e sintomas bastante incômodos em alguns casos bem extremos.

Neste texto você entenderá o que é a TPM, quais os principais sintomas e o porquê deles ocorrerem, e o melhor: como amenizar esses sintomas.

 

O que é TPM

O ciclo reprodutivo da mulher tem em média 28 dias. O período fértil de uma mulher costuma durar dos 15 (menarca) aos 40 anos de idade.

O ciclo menstrual é nada mais nada menos, que as transformações que ocorrem dentro do útero. Por conta desse ciclo, a parede uterina se prepara todo mês para a ovulação e uma possível fecundação.

Desta forma o endométrio, o tecido de revestimento do útero, passa por alterações para que assim possa dar condições a ovulação e ao desenvolvimento de um embrião, caso haja fecundação.

Tal ciclo é guiado e controlado pelas ações de diferentes hormônios que são produzidos naturalmente, como a progesterona. Assim, ocorrem picos de alguns desses hormônios em alguns dias desse ciclo. Podemos dividir o ciclo nas fases a seguir.


Menstruação

O primeiro dia da menstruação é o marco de que o ciclo reprodutivo foi iniciado. Ela ocorre quando não houve fecundação do óvulo, o endométrio descama elimina a camada mais externa formada para receber a implantação do óvulo fecundado.

Assim há a eliminação de sangue pelos vasinhos rompidos e fragmentos da porção mais externa do endométrio através do colo do útero e vagina.


Fase folicular

A fase folicular se inicia na menstruação e finaliza na ovulação. Nesta fase ocorre o amadurecimento dos óvulos e termina na liberação do óvulo. Nessa fase o hormônio em evidência é o estrogênio. Fase proliferativa Nessa fase, ocorre a reconstrução e o espessamento da parede uterina. O hormônio em evidência é o estradiol, que é produzido pelos ovários.


Ovulação

Essa fase ocorre normalmente entre 13 a 16 dias antes da menstruação. Antes dela o corpo aumenta a síntese do hormônio estrogênio, que deixa o útero apropriado para receber o espermatozoide. Nessa fase o principal evento a liberação de óvulo pelo ovário.


Fase lútea

Essa fase vai da ovulação até o início da próxima menstruação e consiste no período no qual o útero se preparando para receber o óvulo fecundado. Há muitas mudanças hormonais, a produção de progesterona e estrogênio se inicia. Tais alterações hormonais causam os sintomas da tensão pré-menstrual.


Fase secretora

No caso de um óvulo ter sido fecundado, nessa fase há a produção de substâncias que ajudarão no período gestacional. O endométrio está pronto para suportar o óvulo fecundado, caso não ocorra a fecundação haverá a fragmentação e eliminação da porção mais externa através da menstruação.

É importante ter em mente que o ciclo menstrual se inicia no primeiro dia da menstruação, não no último. E que a TPM compreende o período antes e durante a fase menstrual e se inicia na fase lútea.

 

O que significa TPM

A Tensão Pré-Menstrual ou TPM, também conhecida por muitos como síndrome pré- menstrual. Denomina a fase que se inicia cerca de 10 dias antes da menstruação até o fim dela.

A causa exata desse período de TPM ainda não é comprovada cientificamente, mas há um consenso de que as alterações hormonais estão diretamente ligadas com alguns desses sintomas.

Alguns estudos indicam que a produção e a circulação do hormônio serotonina (o hormônio que promove bem-estar) é dificultada durante o período pré-menstrual.

 

Sintomas da TPM

Muitos são os sintomas decorrentes das transformações que acontecem antes da menstruação. A principal delas, como dito, é a mudança nos níveis de alguns hormônios.

São observadas também algumas alterações metabólicas, como aumento da temperatura corporal nesse período (entre 0,3 a 0,5ºC) e hiperventilação. Aqui, veremos alguns principais sintomas relatados nesse período pré-menstrual.


Irritabilidade e instabilidade emocional

Esse é provavelmente o sintoma mais citado e sentido entre as mulheres. Se você sofre de TPM e nunca teve raiva de ouvir alguém respirando, você é uma sortuda!

Nesse período, a produção do estrogênio cai, e como ele é responsável por baixar a tensão, a irritabilidade logo é desencadeada.

Além disso, também são liberados em mais quantidade os hormônios cortisol e adrenalina, o que contribui para o estresse presente nesses dias.

Não só por questões hormonais o estresse aparece, mas pelo próprio desconforto físico causado por outros sintomas como inchaço, dor nos seios e dores de cabeça.


Compulsão alimentar por doces

A oscilação dos hormônios, que é tão comum nesse período, é responsável por fazer o apetite aumentar consideravelmente.

Uma das explicações para isso é que há uma diminuição na ingestão energética. Dessa forma, menos nutrientes são sintetizados pelo organismo, o que aumenta a demanda de alimentos para essa conversão.

Mas não é a qualquer alimento que as mulheres recorrem na TPM: a busca é por doces, como chocolates.

Isso é explicado pela sensação de prazer que esses doces trazem e pela influência na produção da serotonina, hormônio do bem-estar, que funciona como antidepressivo e estimulante.


Compulsão por compras

Nem só de pão vive o homem, assim como nem só de doces vive a mulher com TPM. A compulsão por compras também é um sintoma muito notado por mulheres.

Na TPM, as mulheres ficam mais propícias a realizarem compras por impulso e se arrependerem depois. Devido à instabilidade emocional, é buscado uma resposta rápida à essa “angústia”.

O falso bem-estar causado pelas compras pode ser uma armadilha, principalmente neste período de TPM. Por isso, fique longe dos seus cartões nesse período.


Inchaço

O inchaço ocorre em virtude do aumento do hormônio progesterona, que facilita a produção de um outro hormônio intitulado Aldosterona. Tal hormônio é responsável pela maior retenção de líquidos.

Durante a TPM, o peso de uma mulher pode aumentar cerca de 2 kg em virtude desse inchaço. Porém, não é preciso de pânico, pois esse é um inchaço passageiro.

 

Outros sintomas da TPM

Há inúmeros sintomas da TPM, que fariam esse texto ficar imenso. Aqui fizemos uma lista para você saber quais os mais comuns além dos já ditos acima:

- Indisposição;
- Aumento da oleosidade da pele e aparecimento de espinhas;
- Dores no abdômen e nas mamas;
- Dores de cabeça;
- Insônia;
- Alteração de libido;
- Dificuldade de concentração;
- Problemas de coordenação motora.


Como falado, os sintomas são os mais diversos, e varia muito de acordo com cada mulher e como o seu corpo se comporta nesse período.

 

Tensão pré-menstrual: duração

Conforme dito quando explicado sobre o ciclo menstrual, a TPM pode variar a cada organismo.

Normalmente, ela se inicia entre 10 a 7 dias antes da menstruação e os sintomas permanecem até o fim dela.

 

TPM durante a menstruação

Alguns dos sintomas podem diminuir no momento que começa a menstruação, como o inchaço e a irritabilidade. O normal é que eles vão desaparecendo de acordo com o passar da menstruação.

 

Tensão pós menstrual

Alguns dias após a menstruação ainda podem persistir alguns sintomas, como:

- Dor de cabeça;
- Aumento de peso;
- Dores musculares;
- Sonolência;
- Acnes


Porém, esses sintomas são relatados por uma minoria (menos de 3% das mulheres). Mas não é preciso preocupação, pois eles costumam durar no máximo 3 dias e a intensidade é menor do que no período de menstruação e pré-menstrual.

 

O que fazer para melhorar a TPM

Como vimos, os sintomas da TPM se estendem desde cerca de 10 dias antes da menstruação até 3 ou 4 dias depois (TPM pós-menstrual).

Algumas mulheres relatam a permanência desses desconfortos em quase o mês inteiro. Independente de sentir os sintomas por mais ou menos tempo, é importante buscar alternativas para melhorar a convivência com seu período menstrual.

Muitas mulheres optam pelo uso de anticoncepcionais e medicamentos com riscos potenciais para não sentirem os sintomas normais da TPM. Porém, sempre há alternativas mais simples e saudáveis para lidar com as transformações do seu corpo.

Mas e aí, o que fazer para amenizar esses sintomas sem recorrer ao ataque de uma caixa de chocolates? A seguir você verá como se pode optar por soluções simples e saudáveis como aliados!


Exercícios

A prática de exercícios é uma das atitudes mais recomendadas para a diminuição tanto dos sintomas da TPM quanto para diminuir o desconforto durante o período menstrual.

Apesar de ser comum a indisposição neste período de TPM, os exercícios mesmo feitos em outro período do mês auxiliam a diminuir os sintomas dessa fase.

Fato é que as cólicas muitas vezes são resultado da dificuldade da passagem do sangue. As atividades físicas fazem os vasos sanguíneos do útero se dilatarem, o que melhora e facilita a passagem do sangue e a diminuição das cólicas.


Consumo de alimentos ricos em cálcio

Algumas pesquisas científicas relatam o baixo nível de cálcio no organismo das mulheres no período pré-menstrual. Visto que há indicações de que ele previne as cólicas menstruais, consumir alimentos ricos em cálcio pode ajudar nesse período.

Alimentos rico em cálcio costumam ser verde-escuro, como agrião, brócolis e rúcula. Soja, leite e laticínios também podem ser uma salvação nesses períodos, além de chás no geral ajudam a minimizar esses sintomas.


Técnicas de respiração e meditação

As técnicas de respiração são eficazes para melhorar vários problemas, desde ansiedade até os sintomas da TPM. Acontece que a mente foca em outro elemento e estimula o corpo a produzir substâncias que promovem o relaxamento.

Isso varia de pessoa para pessoa, além de que é preciso procurar a técnica que melhor se adeque a você.


Suplementos para TPM

Existe uma gama de alternativas mais naturais para o combate dos sintomas da tensão pré e pós menstrual. Um dos mais eficazes é o suplemento TPMenos, que é um suplemento de origem 100% natural.

O TPMenos é feito basicamente com óleo de prímula, um composto muito potente para lidar com os efeitos e sintomas do ciclo menstrual. Além de ser bom para outros aspectos do organismo, como melhora da pele, dos cabelos e até atua no fortalecimento dos ossos.


Chás e derivados

Alguns chás são eficazes e recomendados contra as dores de cólicas, cabeça e outros. Além de poder ser a partir da ingestão, os chás podem ser usados para fazer compressa e amenizar dores pontuais, como no pé da barriga e de cabeça.

Não necessariamente existem apenas os chás, mas há alguns derivados na forma de cápsulas que tem maior poder no controle dos sintomas, como cápsulas de camomila.


Outros produtos eficazes

Provavelmente você já ouviu falar no óleo de groselha negra, no óleo de linhaça, óleo de borragem, na Lecitina de soja, no picolinato de cromo e até no mais conhecido ainda ômega 3.

Todos são ótimos agentes no combate aos sintomas da TPM, além de serem de origem natural e apresentarem efeitos colaterais quase nulos.

 

Substâncias e alimentos que diminuem os sintomas

Você busca por alternativas simples ou naturais, mas não sabe ao certo quais substâncias contém nos alimentos que possam ajudar a melhorar o desconforto neste período do ciclo menstrual?

Confira a seguir a nossa lista com alguns que você pode se aliar para aliviar diferentes sintomas:

- Vitaminas A e B6;
- Ômega 3;
- Magnésio;
- Alimentos ricos em fibra;
- Oleaginosas;
- Frutas e hortaliças;
- Frutas vermelhas;
- Peixes e carnes magras;
- Alimentos ricos em zinco;
- Banana;
- Maracujá.


Ao adicionar esses alimentos em sua rotina alimentar você dá recursos para o seu corpo minimizar os sintomas da TPM. Lembre-se sempre de consultar um especialista para fazer essa inserção de uma forma saudável.

 

Onde comprar

No site da Nature Center podem ser encontrados diversos produtos de origem natural que diminuem a incidência de diferentes sintomas da TPM.

O mais importante sempre é atentar para produtos naturais antes de recorrer a opções menos seguras ou que tenham mais efeitos colaterais. Dessa forma, você diminui a dependência de medicamentos como anticoncepcionais e outros.

Além disso, certifique-se de que está a fazer a escolha certa ao consumir certos produtos através da orientação de um profissional habilitado.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog