Nutricosméticos

1-2-3-4-5

Nutricosméticos

Não é segredo que manter uma alimentação saudável e equilibrada é o principal meio de se conseguir vitaminas e minerais. Entretanto, a rotina atribulada do dia-a-dia impede a maioria das pessoas de consumir a quantidade adequada de nutrientes para manter o organismo protegido e a aparência viçosa e rejuvenescida. O cálcio, por exemplo, cuja falta pode causar queda de cabelo, dentes fracos, pele seca e unhas fracas, tem uma ingestão diária recomendada de 1 000 mg por dia.

Uma boa opção para evitar a carência de vitaminas e minerais são os nutricosméticos, cada vez mais procurados por todos que desejam aumentar a proteção contra os raios ultravioletas, reduzir manchas, combater a acne, hidratar e rejuvenescer a pele, fortalecer as unhas, ter cabelos brilhantes e ficar com o corpo em forma.

Não são apenas as mulheres que estão aproveitando os seus benefícios, já que há produtos fabricados apenas para o público masculino.

 

O que são Nutricosméticos?

Também conhecidos como "beleza de dentro para fora", "pílulas da beleza" e "cosméticos orais", os nutricosméticos, como o nome já indica, são suplementos orais cujos benefícios são focados na melhora da aparência física. Eles surgiram quando o público-consumidor percebeu a relação que existe entre beleza e ingestão de vitaminas, minerais e antioxidantes.

Cada componente de um nutricosmético possui ação específica para uma um objetivo específico, como retardar, prevenir ou até mesmo melhorar os principais problemas estéticos, tais como:

- Envelhecimento precoce;
- Queda de cabelo;
- Cabelos brancos;
- Enfraquecimento das unhas;
- Celulite;
- Flacidez;
- Acne;
- Melasma;
- Rugas;
- Envelhecimento precoce, causado pelo excesso de radicais livres.

Curiosamente, eles não são considerados cosméticos, já que seu uso não é tópico, mas também não são considerados alimentos, por conta de seus fins estéticos. Eles seguem o conceito de que, para ter um efeito realmente eficaz, que não seja uma simples “maquiagem” destes problemas, é preciso que o tratamento seja IN/OUT, em outras palavras, nutrir e ter saúde por dentro para ter beleza de verdade por fora.

A diferença entre nutricosmético e nutracêutico é que o segundo é uma suplementação destinada ao cuidado da saúde e à prevenção de doenças.

 

Como e Por que Funcionam os Nutricosméticos?

Os nutricosméticos são muito diferentes dos cosméticos, entregando resultados diferentes:

- Os cosméticos convencionais são produtos de uso externo, cuja função é cuidar apenas da estética corporal, ou seja, ocultar as imperfeições da região em que for feita a aplicação.
- Os cosméticos em cápsulas são focados em repor os nutrientes que estão em falta no corpo. Em outras palavras, seria como combater o problema bem em sua origem. Como consequência disso, apesar da função estética, este produto oferece uma sensação de bem-estar geral.

No entanto, eles são usados de forma complementar: quando as “pílulas da beleza” são ingeridas por alguém que possui alguma deficiência nutricional, elas atuam na reposição dessas substâncias e, com isso, os componentes de uso externo, como por exemplo as loções, cremes e máscaras, possuem seus efeitos potencializados.

 

Benefícios dos Nutricosméticos

As “pílulas da beleza” oferecem benefícios incríveis para todas as regiões do corpo de mulheres e homens, tais como:
 

Cabelos

Cabelos fracos, elásticos, sem vida e com problema de queda podem ser uma consequência da falta de nutrientes. Por isso, não vai adiantar gastar uma fortuna com produtos para cronograma capilar (rotina de cuidados com os cabelos que constitui em hidratar, nutrir e reconstruir) em casa ou no cabeleiro.

O primeiro sinal que o corpo está com deficiência de vários tipos de nutrientes é, justamente, nos cabelos. Por isso, é preciso resolver primeiro esta carência para então investir em tratamentos externos.

A vitamina A auxilia no crescimento saudável dos cabelos, além de impedir que eles ressequem e fiquem quebradiços. Além dela, as vitaminas do complexo B, sobretudo a biotina e a vitamina B5 (também conhecida como ácido pantotênico, principal componente do famoso “Pantogar”). Muitos minerais também oferecem benefícios para os cabelos, como o cobre, cromo, selênio, além dos aminoácidos.

Quem sofre com cabelos brancos, possivelmente está com deficiência de vitamina E, responsável por prevenir os cabelos brancos e evitar a queda. Ademais, também melhora fluxo sanguíneo, melhorando a circulação de sangue no couro cabeludo.

Cosméticos orais focados em ácido fólico possibilitam que os nutrientes de outros alimentos tenham sua liberação otimizada. Já a sua carência também aumenta o envelhecimento dos cabelos, deixando-os opacos e descoloridos.

Este nutriente é responsável por regular a produção dos glóbulos vermelhos e, além disso, sua atuação vai diretamente nos folículos pilosos (compostos por um fio de cabelo e seu bulbo, glândula sebácea e sudorípara, etc., melhorando a saúde do cabelo de dentro para fora.

Pele

Os Nutricosméticos com vitaminas A, E, C e as que fazem parte do Complexo B e também aqueles com minerais como magnésio, manganês, selênio e zinco possuem efeito antioxidante, combatendo os radicais livres que são formados quando ficamos expostos ao sol, poluição, fumo, etc. O principal benefício, portanto, é evitar o envelhecimento precoce da pele.

Muitas mulheres ficam com a pele flácida ao emagrecer e depois de uma gravidez. Esse problema, geralmente associado ao tônus muscular, nem sempre tem a ver com exercícios físicos. A prova disso é que muita gente tem dificuldade de tonificar a barriga, por exemplo. Por isso, outro efeito da suplementação com cosméticos em cápsulas é reduzir a flacidez.

Há ainda os nutrientes que otimizam a proteção solar e prolongam o bronzeado, atuando diretamente na produção de melanina, pigmento que dá cor à pele. O principal exemplo é o betacaroteno, que deu fama às cenouras.

Outros componentes que ajudam na saúde da pele são os ômegas, luteína, o óleo de prímula e a biotina, responsável pelo processo de metabolização dos ácidos graxos, cuja carência causa o ressecamento e a descamação da pele.

Unhas

Pessoas que sofrem com unhas que possuem tendência a ficarem lascadas e quebradiças podem aproveitar os benefícios das vitaminas A, C e E, além de diversos minerais como o ácido fólico, a biotina, o ferro, o zinco e o cobre.

Muitas vezes, utilizar unhas postiças pode prejudicar a saúde das unhas naturais e, por isso, em vez de investir em alongamentos, unhas de fibra de vidro (que podem fazer mal caso a manutenção não seja feita no tempo adequado), investir em produtos que cuidem do crescimento de dentro para fora é a melhor maneira de ter uma unha longa e fortalecida.

Corpo em forma

Existe muitos nutricosméticos para quem deseja conquistar medidas saudáveis. Geralmente, eles possuem em sua composição, além de vitaminas e minerais, substâncias muito conhecidas, tais como cafeína, chá verde, laranja amarga, óleo de cártamo e cromo.

Eles possuem ação termogênica, ou seja, aceleram o metabolismo e otimizam a queima de gordura. Além disso, eles atuam como redutores naturais de apetite, além de acabar com a celulite.

Lembrando que as cápsulas apenas funcionarão de verdade caso sejam combinadas com a reeducação alimentar e com a prática regular de exercícios físicos.

O melhor de tudo no uso dos cosméticos em cápsulas é que, apesar dos fins estéticos, várias áreas do organismo serão beneficiadas. Além disso, eles oferecem diversos benefícios para a saúde como:

- Diminui os sintomas da ansiedade e da depressão;
- Melhora da memória;
- Melhora do sono;
- Melhora da disposição;
- Melhora a imunidade;
- Prevenção de doenças como câncer;
- Prevenção do Mal de Alzheimer;
- Regulam os níveis de colesterol no sangue;

 

Como Consumir Nutricosméticos?

Assim como qualquer produto que possui várias vitaminas e minerais em sua composição, é necessário tomar alguns cuidados:

1. As cápsulas não devem substituir uma refeição balanceada, pois são recomendados apenas para repor os nutrientes que perdemos ao longo do dia (como o cálcio, por exemplo, que é “roubado” por alimentos como a cafeína) e aqueles que estão em falta. Lembrando que o organismo processa melhor as vitaminas e minerais vindos de um alimento.
2. Consulte sempre um profissional, que vai prescrever a dose de acordo com sua idade, dieta, tipo físico, problemas de saúde, necessidades, etc. Apenas um profissional saberá se determinado nutriente é capaz de fazer a melhoria estética que você deseja.
3. Peça para o seu médico solicitar um exame de sangue, para ter certeza de quais os nutrientes que estão faltando.
4. Jamais consuma os nutricosméticos em excesso, pensando que isso pode trazer maiores benefícios em um menor intervalo de tempo. O excesso de vitaminas, por exemplo, pode causar hipervitaminose, ou envenenamento por vitaminas, cujos sintomas são dor de cabeça, visão turva, sonolência, aumento da pressão arterial, palidez, etc.

É importante tirar todas as dúvidas antes de comprar um nutricosmético novo. Por isso, consulte estas Perguntas Frequentes:

Há idade certa para começar a consumir as cápsulas?

Não, pois muitos problemas podem aparecer na juventude, tais como o melasma e a acne. Além disso, é interessante que o tratamento seja preventivo, ou seja, comece antes mesmo que o problema apareça, como as rugas e a flacidez causada pela perda de colágeno.s glóbulos vermelhos e, além disso, sua atuação vai diretamente nos folículos pilosos (compostos por um fio de cabelo e seu bulbo, glândula sebácea e sudorípara, etc., melhorando a saúde do cabelo de dentro para fora.

Devo substituir os cremes pelas cápsulas?

Nenhum produto deve substituir os tratamentos estéticos, seja em clínicas, seja em casa, sobretudo com o uso de cremes e protetor solar. Como já foi dito, cada um possui uma ação diferente e, portanto, devem ser complementares: o nutricosmético atua de dentro para fora, otimizando a atuação dos cosméticos, que possuem uso externo.

O protetor solar, por exemplo, forma uma barreira externa, enquanto um nutricosmético que seja focado em foto-proteção forma uma barreira interna. Esta é a melhor proteção que você pode ter contra os efeitos nocivos dos radicais livres.

Posso consumir vários nutricosméticos que possuem diversos componentes iguais em sua composição?

Um só nutricosmético pode ultrapassar a recomendação diária de ingestão e, com isso, acabar sobrecarregando o organismo. Por conta disso, é importante analisar a composição de cada um e evitar ingerir produtos que tenham a composição semelhante.

 

Qual é a Hora Certa de se Tomar um Nutricosmético?

A hora depende dos nutrientes presentes na composição de cada produto. Divida ingestão de cápsulas em pequenas doses para não sobrecarregar o organismo. Uma sugestão é dar um intervalo de três em três horas.

Os nutrientes que não devem ser consumidos juntos são:

- Já que o ferro tem pH alcalino e o cálcio, pH ácido, eles não devem ser consumidos juntos.
- Ferro e zinco interferem na absorção um do outro.
- O Ômega 3 atrapalha na absorção de outros suplementos, por isso, deve ser ingerido sozinho.
- Não tome vitaminas perto do café-da-manhã, se ele for rico em cereais e fibras. As fibras impedirão que as vitaminas sejam absorvidas pelo organismo.

Já os nutrientes que devem ser consumidos juntos são:

- Ferro e vitamina C potencializam o efeito um do outro.

Melhor horário para consumir os nutrientes:

- As vitaminas A, D e K, também conhecidas como vitaminas lipossolúveis, devem ser consumidas durante o almoço e jantar. Como elas utilizam gordura para a absorção, é importante ter uma refeição rica em gordura. Se o seu café-da-manhã tiver ovo e/ou manteiga, também pode consumir nesse horário;
- Prefira tomar o cálcio antes de dormir, já que é importante que o estômago esteja ácido.
- Cápsulas de betacaroteno devem começar a ser consumidas pelo menos um mês antes da exposição ao sol e o tratamento deve ser prolongado até alguns dias depois.

Lembrando que, para aproveitar todos os benefícios dos nutricosméticos, é ideal que a ingestão seja regular, pois seus efeitos benéficos vão desaparecer assim que você parar de consumir o produto.

Em alguns casos, os efeitos podem ser sentidos logo após a primeira dose. No entanto, na maioria deles, é preciso um pouco de paciência, já que demora para o corpo responder aos nutrientes. Alguns produtos demoram de dois a três meses para fazer efeito.

Lembrando que o nutricosmético não faz milagre, já que a sua ingestão é complementar. Por isso mudanças de hábitos podem ser necessárias se você deseja potencializar ainda mais os resultados e melhorar a sua aparência:

- Tenha uma dieta saudável e equilibrada;
- Tenha uma boa noite de sono;
- Faça atividades físicas por, pelo menos, três dias na semana;

- Pare de fumar. Os nutricosméticos são contraindicados para quem tem problemas renais, hipertensão ou diabetes. Além disso, grávidas e lactantes devem passar pelo médico antes e durante a ingestão do produto.