Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 84 Produtos em 4 páginas
Mostrando 84 Produtos em 4 páginas

Colágeno

Diante do medo do envelhecimento, cada vez mais as pessoas têm buscado por produtos no mercado da beleza e é aí que o colágeno (ou gelatina) entra em ação. A proteína é uma peça fundamental na criação da matriz extracelular do tecido de conexão (tecido conjuntivo) responsável por grande parte das propriedades físicas.

Cerca de 30% do total de proteínas presente no organismo humano é representado por essa substância, sendo assim, ela é a que está mais presente em todo o corpo. Ela é encontrada apenas nas células animais, ou seja, essa proteína não pode ser encontrada nos vegetais.

O colágeno desempenha diversas funções no organismo humano, tais como: fortalecer e manter as células dos tecidos unidas, responsável por cicatrizar ou regenerar cortes, como por exemplo, um corte cirúrgico e a sua falta gera o envelhecimento do indivíduo.

Por esse motivo que cada vez mais as empresas do ramo de cosméticos lançam cremes para o rosto à base dessa proteína que são retiradas dos bovinos e são usados para prevenir e retardar o envelhecimento da pele. Ela também pode ser encontrada em alguns alimentos como também podem ser industrializadas.

É comum encontrar em farmácias, lojas especializadas em cosméticos e drogarias diversos tipos dessa substância que podem ser adquiridas em três tipos: em pó, na forma líquida ou em cápsulas, também pode ser hidrolisado ou não. Embora haja alimentos ricos em colágeno a melhor forma para se obter a proteína no estado puro é através da suplementação.

A proteína na forma suplementar é hidrolisada e usada no estímulo da produção natural da substância no organismo que além de melhorar a pele também fortalece unhas, ossos, articulações, músculos e cabelos.

Mas, somente a fórmula em pó ou em cápsulas pode ser hidrolisadas e o processo industrial da composição é feito a partir de cartilagens e ossos bovino. Mais adiante você vai encontrar informações mais detalhadas sobre essa substância. Vale a pena conferir.

 

Quais são os tipos de Colágeno e para que servem?

No organismo animal existem diferentes tipos de colágeno e as suas diferenças dizem para onde cada um vai e qual ação a substância terá em determinada estrutura ou região do organismo.

A seguir será tratado alguns dos principais tipos. A proteína Tipo I é a mais comum representando cerca de 90% dos tipos de colágenos no corpo, feito em fibras que formam a estrutura dos ossos, da pele, dos tendões, na cartilagem das fibras, dos dentes e do tecido conjuntivo.

O Tipo II é produzido pelas células que estão presentes no tecido cartilaginoso (os condrócitos) especificamente nas cartilagens elástica e fibrosa. Ao contrário do tipo I, o tipo II não produz feixes e está presente nos discos entre as vértebras e olhos. Também é encontrado na cartilagem das articulações sendo bastante eficiente para amortecer, como se houvesse uma almofada entre os ossos o que ajuda no amortecimento do impacto provocado na hora de correr, por exemplo.

Já o colágeno tipo III é encontrado nos músculos lisos que compõem os órgãos como o fígado, o baço, os rins, o estômago, o intestino e os vasos sanguíneos, além dos pulmões, da artéria aorta do coração e nos pulmões.

O colágeno do tipo IV está presente no tecido que reveste e protege a superfície externa do corpo, a pele (tecido epitelial). Também é responsável pelo revestimento do estômago e da bexiga, das paredes da cavidade torácica, a uretra e se faz presente nas glândulas endócrinas, como a tireoide.

Como já foi visto no início do texto, essas proteínas podem ser produzidas tanto pelo organismo humano como pode ser encontrado de forma suplementar, como é o caso do colágeno hidrolisado. A sua composição é facilmente absorvida pelo corpo e a sua comercialização é liberada pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para consumo livre, ou seja, é autorizado a venda sem receita médica.

Segundo dados divulgados por uma pesquisa realizada pela FCFRP (Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto) da USP (Universidade de São Paulo), o uso desse suplemento ajuda a melhorar e firmar a elasticidade da pele, na sua parte mais profunda, e é isso que faz a flacidez ser reduzida.

Esses estudos avaliaram os efeitos que a composição produz em mulheres com idade adulta entre os 45 anos e 60 anos e após os 90 dias de testes foram apresentadas grandes melhoras na pele com flacidez.

A forma mais simples e rápida para suplementar a proteína é a sua forma em cápsulas. É indicado que o seu consumo, para ser feito de forma correta, deva seguir rigorosamente a orientação de um profissional médico tomando todos os dias a quantidade que o produto e o próprio fabricante sugerem.

A terceira e última forma do colágeno é o que pode ser encontrado em pó. Ele é vendido com sabor ou sem sabor. Se você quer controlar a boca essa suplementação é uma excelente opção para te ajudar na saciedade, além de ser super fácil de prepará-la, basta diluir a substância na água. Uma dica que os especialistas costumam dar é preparar o suplemento com suco de laranja, fonte rica em vitamina C que ajuda o corpo na hora de absorver a composição garantindo os seus benefícios.

 

Quais são os cuidados essenciais que devo ter com o Colágeno?

Antes de começar a usar essa suplementação, ou qualquer outro tipo de, é preciso tomar alguns cuidados que são necessários para a eficácia da suplementação. O primeiro ponto é procurar um especialista médico, pois somente um profissional qualificado vai saber se o paciente pode ou não, se precisa ou não de mais gelatina no seu corpo.

Se ele apresentar quantidade suficiente de colágeno e fazer uso da suplementação o efeito que a dosagem a mais vai provocar é a sobrecarga nos seus rins. A substância quando em excesso no organismo é eliminada através da urina.


 

Quais são os benefícios do Colágeno?

Usada de forma correta a proteína traz vários benefícios para o seu organismo porque garante a estrutura de forma adequada das células. E como isso ocorre em todo o corpo ela produz benefícios diversos, tais como:

- Aumento da elasticidade e da firmeza da pele;
- Prevenção do aparecimento de estrias e de rugas;
- Fortalece os tecidos;
- Protege os sistemas circulatórios;
- Ajuda na construção muscular;
- Ajuda na cicatrização;
- Fornece mais hidratação ao corpo, dentre outros.

Um ponto importante a salientar é que o colágeno ajuda a prevenir o surgimento de celulites, mas mesmo quem já as tem, ele consegue atuar em seu tratamento. Devido a firmeza da pele com o uso do colágeno, o aparecimento dos nódulos da celulite tende a diminuir.

 

5 super dicas que vão potencializar os efeitos do Colágeno

Por aqui você aprendeu que não basta ter uma alimentação balanceada e saudável, praticar exercícios físicos ou cuidar da sua pele com os produtos próprios para a beleza. É claro que isso é importante, porém, é preciso outros cuidados básicos para potencializar os efeitos do colágeno no seu organismo. Aproveite as dicas e comemore com uma pele mais saudável, menos flácida e sem rugas.

Dica de número 1: nunca deixe os nutrientes considerados essenciais fora do seu cardápio. O seu corpo depende de vários deles para que a produção natural de gelatina seja garantida de forma natural. A potencialização desse processo é feita quando são incluídos os alimentos na sua dieta que são ricos desses nutrientes. Deles, os principais são o silício, que é encontrado nos cereais integrais como por exemplo o arroz, a aveia, a manga e o repolho cru, e a vitamina C que é encontrada em frutas e verduras.

Outra substância que é bastante rica nesse processo é a vitamina E que ajuda na cicatrização e melhora a aparência da pele. Os óleos vegetais, a gema do ovo, carnes vermelhas, fígado, vegetais verdes, tomate, pêssego, kiwi e maçã são alimentos ricos desta vitamina.

A dica de número 2 é não deixar de beber água, beba muito esse líquido, pois ele é importantíssimo para a saúde da sua pele. Quando a pele está desidratada o reflexo da falta de água também é sentida nela ficando sem elasticidade e sem brilho.

A terceira dica é a aposta nos cremes faciais. Até aqui você aprendeu que é preciso se alimentar bem e beber muita água para ajudar na saúde da sua pele. Usar os cremes indicados para a pele e principalmente os protetores solares vão evitar, minimizar ou retardar os efeitos da ação da luz solar sobre a sua pele como também os efeitos que o tempo provoca nela.

Você aprendeu que é importante tomar sol, o organismo precisa da vitamina D que a sua luz produz, porém, é necessário o uso do protetor na face para evitar o envelhecimento da pele.

A dica de número 4 é dormir bem. Garantir um boa noite de sono é de extrema importância e muito benéfica para a qualidade da sua pele, pois, é a noite que o corpo combate os radicais livres de forma mais eficaz e produzindo o hormônio do crescimento, o GH, que é responsável por renovar a célula. Enquanto você dorme as células organizam as suas funções, reequilibram e descansam os estragos ganhos durante o dia, como por exemplo, os efeitos causados pela exposição inadequada ao sol, do vento e da poluição.

A quinta dica tem a ver com frituras. Evite comer alimentos fritos porque o óleo que é usado para fritá-los se transforma em gordura trans que além de não ter finalidade alguma no organismo acaba provocando inflamações e ação dos radicais livres que por sua vez afetam de forma direta a produção de colágeno no corpo.

Dica extra: para combater os radicais livres e consequentemente o envelhecimento precoce da sua pele é importante ingerir alimentos com contenham polifenóis. Essas substâncias têm o potencial do efeito antioxidante. Os alimentos ricos em polifenóis são: a cebola, a uva, a maçã, a linhaça, o chá verde, os brócolis e vários outros.

Depois dessas dicas tem outro ponto que é importante que você saiba: o que acontece quando há no corpo a falta dessa proteína?

Quando o corpo não produz a quantidade suficiente dessa substância várias doenças poderão aparecer no seu organismo. A maioria delas estão ligadas à idade avançada, quando ocorre a diminuição da sua produção. Diante desse quadro, o organismo pode apresentar artrite, fibromialgia, bursite, tendinite, escorbuto.

 

Qual a quantidade de Colágeno devo ingerir por dia?

O ideal é consumir diariamente de 8 a 10 gramas de proteína. Os suplementos de colágeno em cápsula devem ser consumidos de acordo com a quantidade indicada na embalagem, porém, o colágeno em pó exige uma dose única diária, uma vez que possui maior quantidade do nutriente por porção.

A indicação do produto ideal para cada paciente deve ser feita por um profissional habilitado, de acordo com a necessidade do consumidor. Especialistas recomendam a ingestão do suplemento de colágeno após os 30 anos de idade. Aos 50 anos, o corpo passa a produzir apenas 35% do colágeno que antes existia na infância e juventude. Na mulher, a perda é ainda mais acentuada.

A falta de produção de colágeno no organismo afeta a estrutura de alguns tecidos que começam a apresentar problemas como sangramentos nas gengivas, dores nas articulações, musculares e pele áspera, entre outros sintomas.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog