Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 3 Produtos em 1 páginas
Mostrando 3 Produtos em 1 páginas

Silício – Saiba tudo sobre!

O silício tem papel fundamental na saúde dos cabelos, unhas, pele e ossos, bem como no processo de envelhecimento. Aqui explicaremos o que é o silício, esse mineral vital a nossa saúde, quais as suas funções, os benefícios e os malefícios, como e por que consumir e onde adquirir.

 

O que é Silício?

Silício vem do latim sílex ou silicis que significa “pedra dura”. Em termos de elemento mais abundantes, ele é o sétimo no universo e o segundo na crosta terrestre, o primeiro é o oxigênio. Tanto que 90% dos nossos minerais são a base desse elemento, pertencentes ao grupo dos silicatos.

Ele pode ser encontrado na forma inorgânica em: minerais (ex. quartzo e o feldspato), rochas (ex. quartzito e pegmatito) e sedimentos (ex. areia e argila). Em consequência dessa abundância é encontrado comumente no solo e na água.

Na forma orgânica esse elemento é encontrado na maioria dos organismos terrestres, como plantas (leguminosas, cereais e frutas) e em animais, como nós humanos.

Foi descoberto, em sua forma pura, em 1824 por Jons Jacob Berzelius, um químico Sueco. Berzelius foi um dos fundadores da química moderna. Médico, professor, farmacêutico e botânico, fundou a teoria dualística e classificou inúmeros minerais de acordo com sua composição. As características principais do silício são:

- Número atômico - 14
- Massa molar - 28,086 g/mol
- Isótopos naturais - 28Si (92,23%), 29Si (4,67%) e 30Si (3,10%)
- Ponto de fusão - 1410 °C
- Ponto de ebulição - 2355 °C
- Classificação - Metalóide
- Densidade - 2,329 g/cm3
- Cor - Cinza

O silício é um metal de transição, na tabela periódica é representado pela nomenclatura Si e encontra-se no grupo 14 e na família 4A, mesma família do carbono. É sólido, quebradiço, pouco maleável, de cor cinza escuro e com brilho metálico. Sua estrutura física é semelhante ao diamante.


 

Onde encontrar Silício?

Não pode ser encontrado de forma isolada na natureza, estando sempre combinado com outros elementos. Com o oxigênio forma a sílica (SiO 2 - dióxido de silício). Quando há mais outro elemento adicionado (ex. sódio, potássio ou ferro) compõem-se os silicatos (SiO 4 ), dos quais os mais conhecidos são o quartzo, mica, asbestos, tridimita, zeólita e cristobalite.

No Brasil é possível encontrar reservas de quartzo nos estados de Minas Gerais, Bahia e Goiás. Na Bahia, a uma pequena produção de silício metálico e ligas de silício, voltadas para a indústria metalúrgica.

O silício na indústria para ser utilizado precisa ser processado através de uma reação do óxido com coque ou por meio da decomposição de silano ou tetrahaletos de silício a altas temperaturas.

 

Você Sabia?

Na Califórnia existe um local conhecido por Vale do Silício, composto de 16 cidades. A região abriga as maiores indústrias de tecnologia do mundo e é um pólo industrial altamente desenvolvido. Por isso, tornou-se berço de muitas descobertas e invenções tecnológicas mundiais.

Grandes empresas como a Google, Netflix, Intel, Apple, Facebook, Twitter, Microsoft, Dell, Pixar, Samsung e Amazon se encontram instaladas nesse Vale. Então, se você sonha em trabalhar na área da tecnologia, o seu sonho pode ser realizado na Califórnia. Toda boa e revolucionária ideia tecnológica que chega por lá é abraçada.

O local recebe esse nome devido as suas características geofísicas, sendo rico em silício. A região começou a ser habitada em 1906 por engenheiros que buscavam desenvolver meios de comunicação, no entanto, apenas em 1950, pós Segunda Guerra Mundial a região se desenvolveu.

Atualmente, o polo é responsável por movimentar boa parte da economia do país, e levar tecnologia e desenvolvimento científico ao mundo. Boa parte da população trabalha nas empresas inseridas lá. O custo de vida é consideravelmente alto.

Antigamente a região era conhecida por Vale da Morte, pois boa parte da população ainda não entendia a tecnologia como algo que pudesse promover desenvolvimento, achando que a criação de computadores e/ou robôs seria voltada para a destruição da humanidade.

 

O Silício no Corpo Humano

No corpo humano, o silício, em sua forma orgânica, é o terceiro elemento mais abundante. Estando presente nos ossos, cartilagens, vasos sanguíneos e tendões, na forma de éter ou ésteres, os quais são derivados do silício.

No feto é encontrado grande quantidade do elemento, tendo em vista que este é essencial na formação dos ossos, cartilagem e pele. Ele é adquirido por meio da alimentação, no entanto, com o avançar da idade a capacidade de absorção desse elemento vai diminuindo. Por ter essa importância toda, é necessário manter bons hábitos alimentares para garantir os níveis desse elemento no corpo.

Devido à redução natural da capacidade de absorção do organismo, a partir de uma certa idade, faz-se necessário a ingestão de suplementos alimentares. Logo, esse semimetal pode ser adquirido também por meio da ingestão de suplementos de silício orgânico, em cápsulas ou solução.

 

Para que serve o Silício?

Os compostos de silício tem uma gama variedade de utilizações pois apresentam a capacidade de se ligar a outros átomos, formando complexos arranjos, tal como o carbono.

Conheça os usos desse elemento em diferentes áreas e entenda melhor a sua importância para nós.

 

Na indústria

Por suas características físico-químicas o silício tem inúmeras finalidades no mercado industrial. Um dos seus usos é na fabricação de diversos produtos da construção civil e na indústria estética, com destaque para a área da eletrônica.

Sua utilização é comum na fabricação de telhas, cerâmicas de porcelanato, cisternas, vidros, dentre outros. Tem grande destaque na produção de microchips, circuitos eletrônicos e ligas metálicas pois é um semicondutor em potencial.

É altamente resistente e com baixo índice corrosivo, por isso é utilizado também para fortalecer metais e ferros.

 

No organismo humano

Atualmente, os benefícios do silício no organismo humano tem sido amplamente estudados por pesquisadores e profissionais da área da saúde e afins. Constata-se que o silício orgânico, presente no organismo humano pode ser um importante fator de retardamento do envelhecimento.

O colágeno, principal responsável pela elasticidade da pele, é estimulado pela concentração de silício no organismo. Logo este tem importante função na firmeza dos tecidos e pele.

O semimetal é também fundamental para o crescimento dos cabelos e unhas, além de atuar como antioxidante. Contribui para o fortalecimento dos ossos, cartilagens, renovação celular e sistema imunológico.

Como suplemento é usado para aumentar o sistema de defesa do organismo, combater inflamações, estimular a renovação celular, o que causa a diminuição da flacidez da pele. Além disso reduz marcas de expressão, mantém a hidratação da pele, desta forma combate o envelhecimento precoce e suas características comuns.

Vale ressaltar que o envelhecimento precoce se dá por exposição aos raios solares sem proteção, estresse, fumo, poluição e a falta de exercícios físicos e alimentação saudável. A ingestão de suplemento apenas surte os efeitos desejados quando em conjunto com uma vida saudável, pois sozinho não garante eficácia desse elemento no nosso corpo.

 

Como tomar Silício?

Há diversas formas de se consumir o silício, dentre as mais comuns está na forma da alimentação, mas pode ser consumido também na forma de suplementação.

Aprenda quais são os alimentos que vão lhe ajudar a manter os níveis de silício no organismos satisfatórios a seguir.

 

Alimentos Ricos em Silício

O silício pode ser absorvido por meio de alimentos não refinados e vegetais de cor verde escuro, sendo os principais, a cevada, arroz integral, aveia, açúcar de beterraba, broto de alfafa, nabo, centeio, feijão e chá de cavalinha. Pode ser encontrado também no abacaxi, morango, cebola, alface e pepino, no entanto, em menores quantidades. Os alimentos refinados apresentam quantidade quase que insignificantes de silício. Confira abaixo fontes desse elemento químico:

- Frutas: maçã, laranja, manga, banana, abacaxi, tangerina, tomate;
- Frutas oleaginosas: amendoim, amêndoa;
- Legumes: repolho cru, cenoura, cebola, pepino, abóbora, nabo, repolho, rabanete, beterraba;
- Cereais: arroz integral, milho, aveia integral, cevada, soja não transgênica;
- Bebidas: cerveja, água, água com gás;
- Outros: peixe, farelo de trigo, sementes de girassol, espinafre, lentilha, erva de cavalinha.

Considerando que com o avançar da idade o organismo absorve quantidades cada vez menores de silício, por vezes é necessário a ingestão de suplementos. Sob prescrição de um profissional habilitado.

 

Como Tomar Suplemento de Silício

É recomendável fazer a ingestão de duas a três cápsulas diárias do complemento após as refeições. Vale lembrar que um suplemento alimentar tem por função, como o próprio nome já diz, complementar uma alimentação e não substituí-la. Para um resultado eficaz é necessário manter uma alimentação saudável.

 

Composição do Silício

Dentre os silicatos encontrados na natureza, os asbestos (silicatos fibrosos conhecidos por amianto) são os que possuem valor comercial. Atualmente são conhecidos mais de 30 tipos de amiantos, no entanto, apenas seis destes agregam a indústria.

Os asbestos são proibidos em alguns países pois ao inalá-lo geram a formação de tecido cicatricial, decorrente da inflação e posterior cicatrização dos tecidos pulmonares. Esse processo gera doenças respiratórias graves, como asbestose.

Na natureza tem-se dois principais grupos de rochas amiantíferas, sendo estas, as serpentinas (Mg 3 Si 2 O 5 (OH) 4 ) e os anfibólios, os quais são constituídos de minerais tremolita (Ca 2 Mg 5 Si 8 O 22 (OH) 2 ), amosita ((Fe, Mg, Ca)OSiO 2 . n H 2 O) e crocidolita (NaFe 2 (SiO 3 ) 3 ).

 

Efeitos colaterais do Silício

Até então não existem estudos que atestem a toxicidade do elemento, quando ingerido por via oral. No entanto, é importante ressaltar que mesmo sem a descoberta de efeitos colaterais, medicamentos a base de silício, assim como quaisquer outros, devem ser ingeridos sob acompanhamento de um profissional habilitado.

O medicamento não é recomendado para lactantes, grávidas, pessoas com problemas renais, diabéticos e hipertensivos.

 

Benefícios e vantagens do Silício

O silício possui muitas vantagens para o corpo humano. Uma das principais é a ação dele no processo de depósito de cálcio no organismo, ajudando na mineralização e fortalecimento dos ossos.

Confira a seguir outros benefícios desse elemento e descubra porque ele é essencial para a nossa saúde..

 

Formação do tecido conectivo

O mineral age na formação de glicosaminoglicanas (polímeros de cadeia longa linear), necessárias para o desenvolvimento da cartilagem das articulações e do tecido conjuntivo. Desta forma, ele auxilia na melhora da mobilidade e flexibilidade do corpo.


 

Envelhecimento

O silício atua na regeneração de fibras elásticas e colágenas, ativa a lipólise, a qual é responsável pela quebra de gordura corporal.

O envelhecimento é caracterizado pela diminuição da elasticidade da pele e das paredes arteriais, ocasionado pela diminuição na concentração de silício orgânico. Logo a ingestão de suplemento a base de silício contribui para uma maior elasticidade da pele, reduz as linhas de expressão e combate o envelhecimento.

 

Hidratação da pele

O silício tem alta capacidade de manter a pele hidratada, pois este é responsável por manter a água conectada ao ácido hialurônico e às proteoglicanas na derme e epiderme.

 

Atenua doenças

O silício é responsável por melhorar sintomas de alguns patógenos, tais como, o alzheimer e aterosclerose. Além disso, ele pode contribuir para a cicatrização de ferimentos e lesões musculares, bem como fortalecer o sistema imunológico.

 

Desintoxicação do organismo

O silício em conjunto com o ferro, fósforo e cálcio contribui com a absorção do potássio, boro, magnésio, cobre e manganês e bloqueia a absorção do alumínio. Portanto, é um elemento químico essencial no processo de desintoxicação do organismo.


 

Onde comprar Silício

O silício pode ser adquirido por meio de uma alimentação à base de legumes, vegetais e alimentos não processados. O suplemento pode ser adquirido em farmácias, drogarias e lojas de produtos naturais, tais como a Nature Center.

Suplementos a base de silício são medicamentos produzidos de forma natural. No entanto, é importante ressaltar que ainda não existem estudos que atestem a não ocorrência de efeitos colaterais a longo prazo deste tipo de medicamento, logo é necessário e fundamental, pesquisar e buscar a ajuda de um profissional.

É importante lembrar que é sempre necessário consultar um médico, nutricionista ou profissional habilitado antes de consumir qualquer medicamento ou suplemento, mesmo sendo natural.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog