Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 9 Produtos em 1 páginas
Mostrando 9 Produtos em 1 páginas

Taurina: saiba tudo sobre!

Quando se fala de suplementação, a taurina pode ser uma das formas que se busca a melhora da saúde do organismo e prevenção de doenças.

A prática de atividade física pode ser complementada por suplementos que possuem aminoácidos, a fim de aumentar a massa muscular e diminuir os impactos causados pelos exercícios.

A taurina pode trazer esse benefício para atletas e muitos outros, com seu poder de prevenir vários tipos de doenças. Se você busca conhecer esse tema, seus benefícios, como adquirir e mais, é só continuar a leitura deste artigo.

 

Taurina: o que é?

O organismo é composto por diversas moléculas importantes para sua formação e funcionamento. Um exemplo dessas moléculas são os aminoácidos. A taurina é um dos aminoácidos que desempenham inúmeras atividades de composição e funcionamento no corpo.

Ela é chamada cientificamente por 2-aminoetanossulfônico, e como dito, é um aminoácido produzido pelo corpo humano. Aminoácidos são moléculas orgânicas que se ligam e formam as proteínas.

É um dos tipos de aminoácidos mais encontrados dos presentes no corpo humano. O nosso corpo consegue sintetizar esse aminoácido através de várias reações químicas na célula, mas também pode ser adquirida através de uma alimentação ou suplemento.

O fígado e o cérebro são os órgãos que conseguem sintetizar a taurina, embora haja estudos que mostram que outros órgãos podem ser capazes de sintetizar.

 

Aminoácidos

Os aminoácidos, como já destacado, são moléculas orgânicas que se ligam em cadeias e assim formam as proteínas. Eles são necessários para o corpo, pois participam da composição de células, ajuda no funcionamento de várias atividades metabólicas (como as enzimas). Algumas funções das proteínas são:

- Composição do corpo (forma as células, tecidos, cabelo, unha, pelo etc.);
- Ajuda na digestão de alimentos (enzimas são proteínas);
- Atua na defesa do corpo;
- Ajuda na produção de substâncias, como os hormônios;
- Transporta substâncias para várias partes do corpo.

Existem 20 aminoácidos, que são classificados em aminoácidos essenciais e não essenciais. Essa diferença não se refere a importância dos aminoácidos, pois todos são importantes.

Os aminoácidos essenciais são aqueles que adquirimos na alimentação, já os aminoácidos não essenciais são aqueles que nosso corpo consegue produzir.

A taurina é um exemplo de aminoácido não essencial, ou seja, o corpo humano consegue produzi-lo, porém pode ser adquirido na alimentação. Por ser importante, muitas pessoas consomem ele também na forma de suplemento.

 

Taurina: para que serve?

Para além da suplementação de taurina na hora da prática de atividades físicas, essa substância possui inúmeras funções no corpo. É isso que veremos adiante.

Ela é um composto orgânico que serve para a realização de várias atividades no corpo. Por ser produzido pelo cérebro, atua no desenvolvimento desse órgão, mas não é só isso. Confira aqui para que serve esse aminoácido tão importante.


Atua no funcionamento do sistema nervoso

É um aliado do sistema nervoso. Isso porque esse aminoácido ajuda na regulação das respostas neurológicas e promove um melhor desenvolvimento das funções do cérebro. Muitos estudos mostram que esse aminoácido é um neurotransmissor (estimula e equilibra os neurônios).


Melhora o funcionamento dos músculos

A taurina participa da produção do óxido nítrico, uma substância que auxilia no fluxo de sangue para os músculos esqueléticos. Por causa desse aumento de sangue que chega ao músculo, ele tem uma maior quantidade de nutrientes e isso ajuda na recuperação e funcionamento. O cansaço do músculo também é diminuído.


Previne doenças do coração

É recomendada para casos de diminuição de colesterol ruim e substâncias que podem aumentar o risco de doenças cardíacas. A pressão arterial também pode ser equilibrada com esse aminoácido.

Há estudos que mostram o uso desse aminoácido ligado à prevenção de cardiopatias. Isso se dá por conta da sua atuação, que melhora ainda os músculos do coração e faz parte da composição desse órgão.


Prevenção de diabetes

O pâncreas é um órgão que também se beneficia com a taurina. Isso porque esse ácido orgânico faz com que o pâncreas tenha um bom funcionamento e atue com eficiência no metabolismo da glicose e outras substâncias.

Algumas pesquisas científicas têm mostrado que ela melhora a síntese de insulina, e pode ajudar na maior ou menor secreção desse hormônio. Dessa forma, previne a diabetes, doenças relacionadas com a produção de insulina.

Protege as células dos olhos A taurina, muito presente nos olhos, e responsável pela proteção das células que formam a retina. Muitas vezes, os raios solares ou poluição do ambiente pode afetar essas células e esse aminoácido protege contra esses danos.

É ainda essencial para que a visão funcione perfeitamente e alguns estudos mostram que sua deficiência está ligada a progressão de doenças e degeneração da retina.


Ajuda na digestão de gorduras

A taurina é uma substância que faz parte da composição dos sais biliares, produzidos pelo fígado. Ao produzir melhor a bílis, o fígado tem uma maior eficiência na digestão das gorduras e diminuição do colesterol. Sem falar que os estudos mostram que a suplementação desse composto reduz a formação de cálculos biliares.


Regula sais e melhora a membrana plasmáticas das células

​As pesquisas mostram que a taurina ainda ajuda a regular os sais minerais, como cálcio, nas células. Isso faz com que a água nas células seja equilibrada, o que ajuda a membrana plasmática das células. Protege ainda as células da entrada excessiva de sódio, e tem ação diurética.


Importante para o sistema imunológico

As células de defesa podem ser beneficiadas com o uso desse aminoácido no organismo. Ao atuar na ação das células T, ela ajuda na diminuição das inflamações. Sem falar também dos estudos desenvolvidos que comprovam a ação da taurina como antioxidante, ao eliminar os radicais livres do corpo que podem causar problemas.


Pode auxiliar no tratamento do Alzheimer

Por ter o poder de melhorar o sistema nervoso, esse aminoácido está em estudo sobre o seu potencial em combater doenças neurológicas. O Alzheimer é uma delas. Acredita-se que a suplementação de taurina pode diminuir os impactos dessa doença no organismo. Por isso, que os estudos estão na busca de novas respostas.

 

Taurina: como tomar?

Esse aminoácido pode ser adquirido de três formas: o organismo pode produzir, através da alimentação ou pela suplementação.

A forma vai variar de acordo com cada organismo, muitas vezes é necessária uma suplementação. Isso quem vai dizer e tirar a conclusão é o profissional de saúde.

Então, antes de comprar o suplemento, é importante que seja feito consultas (às vezes até exames) para que você e seu médico busque a melhor forma de adquirir essa substância.


A taurina e alimentos

Como já mencionado, ela pode estar presentes em alguns alimentos que são consumidos no dia a dia. Os alimentos ricos nesse aminoácido estão ligados com as quantidades altas de proteínas. Então, encontramos em abundância em:

- Peixes;
- Fruto do mar;
- Aves;
- Carne bovina.

Porém, além dos produtos de origem animal, ela também está presente em vegetais, como na beterraba, nozes e feijão.


Qual a recomendação diária de taurina?

A quantidade de taurina necessária para o organismo vai variar de acordo com a idade e outros fatores. Antes, deve ser feita a orientação médica (ou com nutricionista). Acredita-se que a quantidade varia de 2 a 6 gramas diária.

Muitos estudos utilizam miligramas desse aminoácido e já certifica da sua capacidade de trazer benefícios. Então, a recomendação pode variar bastante.


A suplementação de taurina

Para a suplementação de taurina, existem os tipos como cápsulas e em forma de pó. Muitas vezes é um composto utilizado para o crescimento dos músculos junto com outros aminoácidos.

Bebidas energéticas também contém esse aminoácido, mas é importante ressaltar que o uso dessas substâncias deve ser sob orientação de um profissional de saúde. Isso porque a bebida pode trazer benefícios como melhorar o suporte energético de atletas, mas também pode causar danos.

As suas cápsulas podem ser usadas ainda, como forma de melhorar o organismo dos inúmeros benefícios já falado nesse artigo. Pessoas que tenham algum problema nervoso, muscular ou cardíaco pode tomar a suplementação desde que conferida pelo médico.

As cápsulas podem ser ingeridas durante o dia antes das refeições (uma ou duas cápsulas) ou de acordo com as dicas do profissional de saúde.

 

Taurina: bula e composição

A composição do suplemento de taurina pode vir com algumas substâncias, como o dióxido de silício e dióxido de titânio. Alguns corantes também podem estar presentes e estabilizante celulose microcristalina.

O suplemento é uma forma pura de ingerir esse importante aminoácido. Muitas vezes não contém glúten nem outras substâncias significativas. Confira sempre a composição antes de adquirir um suplemento desse composto.

 

Taurina: efeitos colaterais

Quando falamos de grandes dosagens de desse aminoácido no organismo, não se mostram grandes riscos. Muitas vezes é tolerado pelo corpo. Com a dosagem de até 3 gramas por dia, não há relatos de efeitos colaterais.

Pouco se fala também do uso combinado dos produtos derivados com álcool (e outras drogas) ou em bebidas energéticas. O que se sabe é que a combinação de álcool com bebidas energéticas (pode conter ou não esse aminoácido) é um estimulante para o organismo. É importante que busque as informações médicas necessárias.

Pessoas como crianças, idosos, grávidas e lactantes devem buscar ajuda médica antes da ingestão de tal suplemento. Os pacientes que possuem qualquer tipo de doença também devem buscar orientação médica.

 

Taurina: benefícios e vantagens

Como já tratamos anteriormente, esse aminoácido é adquirido na alimentação ou através de suplementos que mostram seus diversos benefícios. Pessoas que tenham algum problema relacionado ao músculo, coração ou células nervosas, podem se beneficiar com o uso da taurina.

A deficiência deste aminoácido está ligada a:

- Deficiência dos músculos cardíacos e desenvolvimento de doenças;
- Degeneração da retina;
- Diminuição do crescimento.

A suplementação da taurina facilita o funcionamento do organismo, ajuda no sistema imunológico e facilita a produção de anticorpos. É um ótimo composto para evitar problemas cardíacos, diminui pressão arterial e proteger contra as cardiomiopatias.

Pode ser ainda usada por pessoas atléticas, que buscam melhorar o desempenho físico, pois pode ser uma boa fonte energética e de reparação dos danos musculares. Muitas pessoas utilizam produtos que contém esse aminoácido, com outros suplementos para aumentar a massa muscular.

Além dos benefícios já citados, ela promove uma melhoria nas atividades do fígado e ajuda na digestão das gorduras. Previne doenças como diabetes e os estudos na prevenção de doenças neurológicas estão cada vez mais frequentes.

Por promover uma melhoria no funcionamento do cérebro e das células nervosas, é estudada como complemento para tratar doenças como o mal de Alzheimer. Esses e outros benefícios podem ser adquiridos com a suplementação derivado desse aminoácido.

 

Taurina: onde comprar

A taurina pode ser adquirida através da alimentação, porém algumas vezes a recomendação médica pode ser ingerir a suplementação desse aminoácido. As pessoas, ao buscar ajuda médica, pode em seguida comprar o suplemento em lojas especializadas em produtos naturais.

Verifique sempre a composição do suplemento e a loja que irá comprar. Confira sempre se a loja é confiável e possui produtos com registro. A Nature Center é uma ótima loja de produtos naturais e possui sempre os melhores preços de chás e suplementos.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog