Televendas: (31) 3063-8989
Central de Atendimento
(31) 3063-8989 (31) 98462-5344 @ sac@naturecenter.com.br Segunda à Sexta-feira de 8h às 19h.
Sábado de 9h às 13h.
Mostrando 1 Produtos em 1 páginas
Mostrando 1 Produtos em 1 páginas

Magnésio Malato - Saiba tudo sobre!

O magnésio malato é cada vez mais buscado por conta de seus inúmeros benefícios. Atua em mais de 300 processos biológicos. Além de ser responsável pela síntese de proteínas que transportam energia pelo corpo.

A partir disso nota-se a sua importância imensurável no combate a diversos distúrbios. Embora seja popularmente conhecido como um energético natural, o magnésio malato atua também na prevenção de muitas doenças, das quais trataremos mais à frente.

O magnésio malato é amplamente estudado por pesquisadores e ainda existem muitos questionamentos quanto aos benefícios do mineral. Aqui explicaremos o que é, onde pode ser encontrado, quais os benefícios, contraindicações, como tomar e onde comprar.

 

Magnésio Malato - O que é?

O magnésio malato é um mineral que consiste em uma composição entre o magnésio e o ácido málico ionizado. Sua fórmula é C4H6Mg2O7 e seu peso molecular é de 156,376 g / mol. Este é o quarto mineral mais encontrado no organismo humano.

Atua na produção de energia do nosso corpo (adenosina trifosfato - ATP), na síntese do nosso código genético (Ácido desoxirribonucleico - DNA) e do RNA (Ácido ribonucleico - RNA), além da síntese e reprodução proteica.

O magnésio malato atua em mais de 300 processos biológicos e reações enzimáticas, como já mencionamos anteriormente. Dessa forma, o mineral é essencial a vida. Bastante conhecido entre atletas por aumentar a energia e reduzir dores musculares. Isso porque, estimula a energia celular.

Mas não podemos esquecer que o magnésio malato também tem outras funções no organismo humano. Tais como:

- Melhorar a digestão;
- Atuar na circulação sanguínea;
- Atuar na oxigenação do cérebro;
- Eliminar metais tóxicos do organismo;
- Excelente desintoxicante.

Geologicamente, o solo brasileiro é pobre em magnésio, isso devido à falta de solos derivados de vulcões. Logo, muitas áreas produtivas precisam ser enriquecidas com o mineral.

As plantas absorvem o mineral que tem propriedade cumulativa, e passa para o organismo humano durante a alimentação. No entanto, nem todo alimento tem essa capacidade de absorver consideráveis quantidades do mineral.

Este fator aliado ao alto consumo de alimentos processados, são responsáveis pela considerável deficiência de magnésio em relevante parcela da população brasileira, registrada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2015.

Dado esse preocupante, pois baixas taxas do mineral no organismo podem levar ao desenvolvimento de diversas doenças, tais como, hipertensão, Alzheimer e problemas cardiovasculares.

 

Magnésio Malato - Onde encontrar?

O magnésio malato é fundamental a vida. Abundante no organismo humano, principalmente no interior das células. Acredita-se que no corpo humano adulto e saudável tenha-se cerca de 30 gramas do mineral. Cerca de 60% dessa quantia está presente nos ossos, 25% nos músculos e o restante espalhados pelo organismo.

No entanto, este é rapidamente eliminado nas fezes. Portanto, ele precisa ser reposto diariamente. Alguns alimentos são ricos em magnésio malato, além disso, pode ser encontrado também na forma de suplemento.


Alimentos ricos em magnésio malato

Principais alimentos ricos em magnésio malato são os listados a seguir:

- Frutas: abacate, banana, maçã, uva;
- Tubérculos: batata, beterraba;
- Grãos: aveia, cereais integrais, gérmen de trigo, granola, grão de bico;
- Vegetais folhosos verdes: espinafre, couve;
- Sementes: amendoim, castanha, gergelim, girassol;
- Outros: nozes, leite, soja, pão, peixes.

Recomenda-se que sejam ingeridos diariamente de 310 a 320 mg do mineral por mulheres e entre 400 e 420 mg por homens. A quantidade varia de acordo com a idade e a condição física da pessoa. Assim, é de suma importância buscar orientação com um profissional.

Vale ressaltar que além do magnésio presente nos alimentos ser variável, é impossível ter um controle preciso da quantidade ingerida do mineral. Assim, suplementos contribuem para a segurança de que a quantidade ingerida é adequada, mas é importante lembrar que as cápsulas não abstêm a necessidade de comer os alimentos citados.

Os suplementos alimentares, como o próprio nome já sugere, consistem em suplementos que tem por objetivo complementar a alimentação. Dessa forma, não servem para tratar, prevenir ou curar doenças, de acordo com dados da Anvisa (2019).

 

Magnésio Malato - Para que serve?

O magnésio malato é fundamental a diversas ações metabólicas no organismo humano. É comumente usado no tratamento da síndrome de fadiga crônica e fibromialgia.

A fibromialgia é uma doença sem cura caracterizada por uma dor crônica que pode ser pontual ou atingir todo o corpo. E a síndrome de fadiga crônica é caracterizada, como o próprio nome já sugere, por um cansaço constante que não melhora com o repouso.

Assim, comprova-se que esse mineral possui propriedades energizantes e é capaz de amenizar dores musculares. Por esta razão é tão conhecido entre profissionais que fazem constante esforço físico. Essa capacidade se dá por sua atuação na síntese de ATP, molécula transportadora de energia.

Além disso, o mineral atua na conversão de:

- Carboidratos;
- Gorduras;
- Proteínas;
- Cálcio.

Podemos ainda citar, que este mineral quando age no nosso organismo, regula:

- Contrações musculares;
- Pressão sanguínea;
- Tônus vasomotor;
- Condução neuromuscular;
- Excitabilidade cardíaca (aceleração nos batimentos do coração);
- Insulina e transmissão nervosa.

O suplemento de magnésio malato é importante para manter a quantidade de magnésio no organismo e assegurar a harmonia do corpo.

É importante lembrar que o suplemento não pode ser usado para tratar ou curar doenças. Sempre duvide de propagandas que prometem milagres.

 

Magnésio Malato - Como tomar?

Recomenda-se que seja ingerido em média de 200 a 270 mg do magnésio malato diariamente, antes das principais refeições, como o café da manhã, almoço e jantar. O que corresponde a três cápsulas do suplemento.

A quantidade varia de acordo com a idade, sexo e condição física. Por isso, é de suma importância buscar a orientação de um profissional habilitado.

Esse mineral é recomendado por ter nível de eliminação mais reduzido, se comparado aos demais.

É contraindicado o uso sem consulta médica para grávidas, crianças, idosos, hipertensos, pessoas com doenças cardiovasculares e para quem faz uso constante de medicamentos.

Quem toma suplementação de cálcio necessita tomar também a suplementação de magnésio, a fim de se evitar AVCs e ataques cardíacos. Isso porque, sem o magnésio, o cálcio se aloja nas artérias e válvulas cardíacas. No entanto, necessita ser prescrito por um profissional.

Existem alguns alimentos que, quando ingeridos em grande quantidade, reduzem a absorção do magnésio pelo organismo, tais como, chás e cacau. Logo, estes devem ser evitados.


Como notar a deficiência de magnésio malato no organismo?

Alguns sintomas são comuns em pessoas com deficiência desse mineral no organismo, tais como:

- Stress;
- Depressão;
- Fadiga;
- Câimbras;
- Dores e espasmos musculares;
- Fraqueza.

Além disso, fatores externos como a idade avançada e consumo constante de leite, açúcar, álcool e refinados são agravantes da deficiência de magnésio.

Algumas doenças também podem ser indicadoras de deficiência de magnésio malato, tais como, trombose, hipertensão, diabetes, problemas cardíaco e osteoporose.

Vale lembrar, que a aparição de um ou mais dos sintomas apresentados não necessariamente significa que a pessoa está com deficiência de magnésio no organismo. Por isso, deve-se procurar um médico.

 

Magnésio Malato - Bula e composição

Como dito anteriormente, o magnésio malato consiste em uma combinação entre o magnésio e o ácido málico. O suplemento pode ser encontrado nas formulações malato ou dimalato.

O segundo caso é composto por uma dupla combinação das substâncias do malato.

 

Magnésio Malato - Efeitos colaterais

Não existem efeitos colaterais cientificamente comprovados que sejam causados pelo uso de suplementos de magnésio malato.

No entanto, como já citado, o medicamento é contraindicado para crianças menores de 3 anos de idade e hipertensivos. Idosos, grávidas e pacientes em tratamento só devem fazer uso sob orientação médica.

É importante lembrar que mesmo que o suplemento não tenha efeitos colaterais quando associado a outros medicamentos, pode causar sequelas, potencializar ou invalidar as reações medicamentosas. Portanto, é sempre importante buscar orientação médica.

 

Magnésio Malato - Benefícios e vantagens

O magnésio malato é comumente indicado para atletas, pois tem propriedades que reduzem dores musculares e energizam as células, além de contribuir com a capacidade motora e cognitiva. Além disso, é bastante utilizado no tratamento da síndrome da fadiga crônica e da fibromialgia.

Aqui mostraremos alguns dos muitos benefícios deste mineral, em sua forma pura, no organismo humano, para a saúde.


Antioxidante

O magnésio malato atua, de forma eficiente, na eliminação de substâncias tóxicas ao organismo, principalmente o alumínio. O alumínio circula no sangue, pode se acumular no cérebro e causar doenças como o Alzheimer.


Energético

O mineral é um importante componente no ciclo de Krebs, processo responsável por converter os carboidratos, ingeridos na alimentação, em energia, no corpo. Não bastasse ainda participa do ciclo de geração de energia pelo organismo, isso porque ele estimula as células da APT, as quais são responsáveis por essa ação.

Com capacidade de estimular a absorção de cálcio, atua ainda na prevenção de câimbras, espasmos musculares, formigamentos, tremor nos olhos, zumbidos e enxaquecas.


Melhoramento cardíaco

Como já citado, o mineral atua como antioxidante. Responsável por retirar e impedir a acumulação nas artérias de substâncias prejudiciais ao organismo, principalmente ao coração. Dessa forma, doenças como arritmia ventricular são evitadas.

Além disso, é de suma importância para o bem-estar dos músculos. Aqui vale lembrar que o coração também é um músculo. Logo, o mineral em questão atua no melhoramento cardíaco.

Estudos comprovam que pacientes com taxas adequadas de magnésio tem mais chances de sobreviver a ataques cardíacos. Assim, nota-se sua importância para a saúde cardiovascular.


Combate a hipertensão

O magnésio malato atua na produção do óxido nítrico. Este é responsável por relaxar os vasos sanguíneos, o que promove o controle da pressão arterial.


Auxilia no tratamento da osteoporose

O magnésio malato faz com que o cálcio absorvido pelo organismo seja direcionado aos ossos. Dessa forma, o mineral promove o melhoramento da saúde óssea, além de controlar o crescimento destes. Assim, contribui no tratamento da osteoporose.


Melhora a qualidade do sono

A energia que sustenta nosso organismo é formada a partir de moléculas de lipídios, proteínas e carboidratos. No entanto, para que estas sejam sintetizadas é necessário magnésio malato. Logo, se a deficiência do mineral no organismo, as moléculas não são sintetizadas e a pessoa fica cansada e indisposta, o que afeta a qualidade do sono.


Fibromialgia

A fibromialgia consiste em uma doença de ocorrência comum em mulheres acima dos 40 anos. Caracterizada por uma dor crônica nos tecidos fibroso e muscular. Essa dor pode ser pontual ou se desenvolver em diversas partes do corpo.

Os principais sintomas da fibromialgia são:

- Cansaço constante;
- Dificuldade para dormir;
- Depressão;
- Dores de cabeça;
- Picos de ansiedade.

A doença não tem cura, apenas é feito um tratamento para amenizar os sintomas. Cientes de que o magnésio malato dispõem de propriedades que combatem alguns dos principais sintomas, o mineral é amplamente utilizado no tratamento da fibromialgia.

Além de todos os exemplos citados, o mineral auxilia no controle da diabete, pois atua como regulador do transporte de açúcar no organismo. Além de diminuir o risco de doença coronária, pois impede o acúmulo de gordura nas artérias.

 

Magnésio Malato - Onde Comprar?

O magnésio malato pode ser facilmente encontrado na forma de suplemento. É importante lembrar mais uma vez que o suplemento é destinado a pessoas saudáveis que buscam complementar a alimentação. Logo, não pode ser consumido com a intenção de tratar ou curar uma doença.

O suplemento de magnésio malato pode ser encontrado em lojas de produtos naturais, físicas ou via web, como a Nature Center, bem como, em farmácias ou drogarias.

Antes de fazer uso do suplemento recomenda-se buscar orientação de um profissional habilitado.


 

Visitados

O que falam sobre nós

Acesse
o blog