Maná Cubiu

Maná Cubiu: o Fruto Medicinal da Amazônia

O Maná Cubiu (Solanum sessiflorum), cubiu ou tomate de índio é uma planta amazônica que pertence à família Solanaceae, a mesma família dos tomates, berinjelas e batatas.

É plantada em regiões de temperatura bem elevadas. Suas características por dentro lembram a berinjela, mas sua casca é mais dura e seu sabor bem peculiar. É uma baga comestível de cor vermelha, laranja ou amarela e tem uma pele fina e resistente. É revestida com uma penugem similar à do pêssego. Seu sabor suave lembra um pouco o tomate e sua polpa tem uma leve acidez, como a do limão.

Consumir essa fruta traz muitos benefícios à saúde: alivia a enxaqueca, melhora o sistema digestivo e alivia problemas gastrointestinais. Na medicina alternativa, o maná é usado como antidiabético, antiveneno, escabicida e para o tratamento de queimaduras.

Claro que é mais difícil o seu consumo, porque é um fruto mais difícil de achar, mas é uma fruta rara rica em nutrientes importantes para a nossa saúde. Dá para usar o maná de muitas formas e tem baixo nível de açúcar.

Este fruto nativo é rico em ferro, fósforo, fibras, proteínas, vitaminas (vitamina B5, vitamina C e niacina – ou vitamina B3) e sais minerais e é usado por populações regionais (da Amazônia) como fitoterápico, como forma de controlar a diabetes, ácido úrico, colesterol, queimaduras e micoses da pele. As populações tradicionais usam o maná com alimento, cosmético e medicamento.

O nível de niacina (vitamina B3) dele é três vezes maior que a berinjela e doze vezes maior que a beterraba. Essa vitamina é primordial para o bom funcionamento do sistema nervoso e para o bom desempenho das funções cerebrais. Além disso, promove benefícios para a pele, auxilia na redução da taxa de colesterol, do triglicérides e dos níveis de glicemia no sangue.

 

Maná Cubiu: Para que serve?

já deu para perceber que este fruto nativo da Amazônia é muito nutritivo e saudável, não é mesmo? Ele é considerado um fruto medicinal, inclusive, devido às suas propriedades. Vamos agora entender com detalhes para o que ele serve, quais benefícios ele traz etc.

O maná é excelente para o controle e prevenção da diabetes (devido à presença da pectina), porque ele ajuda a reduzir os níveis de glicose no sangue. Não há efeitos colaterais como outros suplementos à base de químicos, porque ele é 100% natural.

Ele, além de ser usado como hidratante natural, também ajuda no combate de inúmeras doenças de pele, incluindo a seborreica e a acne.

O maná também é ótimo para as funções do sistema nervoso: seu efeito antidepressivo é melhor do que os antidepressivos não naturais. Quem também costuma ter enxaqueca ou dor de cabeça crônica pode se beneficiar com o seu uso, porque ele ajuda a melhorá-las, relaxando a musculatura cerebral, tonificando e fortalecendo os nervos.

O maná cubiu é rico em niacina (vitamina B3), vitamina relacionada com a metabolização dos lipídios (gorduras no sangue) e com a regulação dos níveis de colesterol no sangue. Também é responsável pela formação de substâncias mensageiras no cérebro. A ação dessa fruta contra a elevação do colesterol e triglicerídeos é parecida com a da berinjela, só que três vezes mais potente. Ou seja, seu uso é muito potente para a saúde do coração.

A ausência de niacina pode trazer mudanças negativas na personalidade. A necessidade diária recomendada para adultos é de 13 a 19mg. Ela é essencial para a síntese dos hormônios sexuais (estrógeno, progesterona e testosterona) bem como da cortisona, tiroxina e insulina. É uma vitamina necessária para um sistema nervoso saudável e para as funções cerebrais.

O fruto também é rico em carotenoides (especialmente o betacaroteno, o precursor da vitamina A), vitamina C, selênio, pectina e fibras. Além disso, é rico em flavonoides, alcaloides e fitoesteroides.

O maná pode ser usado também no tratamento da anemia, da pelagra, dos níveis elevados de colesterol, ácido úrico e glicose no sangue. Os índios peruanos Waonrani usam suas folhas, galhos e raízes das plantas jovens, fervidas e maceradas, para o tratamento de picadas de aranhas e cicatrização de ferimentos externos.

O suco do maná também pode ser usado como hidratante natural para os cabelos, conferindo brilho e maciez.

Por fim e não menos importante, o maná cubiu é muito utilizado como tônico sexual, porque está relacionado com a síntese dos hormônios sexuais. Ele é um estimulante natural que pode colaborar para uma melhora na vida íntima.

Em suma, suas propriedades medicinais e benefícios são:

- Purifica o sangue;
- Diminui a albumina dos rins;
- Estimula o sistema imunológico;
- Trata os níveis elevados de colesterol;
- Combate a diabetes;
- Combate o reumatismo crônico;
- Ajuda no tratamento de doenças de pele;
- Tem efeito anti-viral contra o vírus da gripe;
- É fonte de fibras;
- É rico em vitamina B3 (niacina);
- Regula os níveis de triglicerídeos;
- Auxilia no bom funcionamento da bexiga, rins e fígado;
- Ajuda na síntese dos hormônios sexuais, tornando-se um tônico sexual para homens e mulheres;
- Contribui para a eliminação de aftas e mau hálito;
- Reduz os sintomas de vertigem;
- Auxilia no tratamento do câncer de próstata;
- Combate a pressão alta;
- Combate a anemia.

 

Como Comer o Maná Cubiu?

O maná cubiu é um fruto muito nutritivo e seu sabor e aroma são bastante agradáveis. Ele pode ser consumido ao natural ou como tira gosta de bebidas. Pode também ser processado para sucos, doces, geleias e compotas.

Ele cai muito bem em caldeiradas de peixe ou para temperar pratos que tenham carne e frango como protagonistas.

Como é um fruto raro e não tão fácil de cultivar, a opção mais viável para conseguir todos esses benefícios que ele traz seria a de consumi-lo através de suplementação natural. O maná cubiu pode ser encontrado: em pó e em cápsulas, suplementos que concentram os nutrientes que oferecem tantas vantagens ao nosso organismo.